terça-feira, 31 de maio de 2011

Sequestrador, torturador e agora colunista da Folha: Brilhante Ustra, o homem que comandou o DOI-Codi no auge da ditadura

 Deu no BLOG DO SARAIVA
 
Que o coronel reformado Carlos Alberto Brilhante Ustra é sequestrador e torturador não é uma opinião minha, é sentença do juiz Gustavo Santini Teodoro, da 23ª Vara Cível de São Paulo, 9 de outubro de 2008. A notícia, que reproduzo em parte abaixo, mostra quem é o que fazia o coronel no período mais infame da ditadura (a tal ditabranda da Folha).

Pois não é que a Folha abriu espaço em sua página 3 de sexta-feira para que Brilhante Ustra dê sua versão sobre acusações que sofre de outro que o acusa de tortura, o ex-presidente do BC no governo FHC Pérsio Arida?

Não foi à toa que a Folha procurou a ficha de Dilma durante a campanha. Se, durante a ditadura, com o empréstimo de seus veículos para que presos fossem transportados para serem torturados pela turma de Brilhante Ustra e com o editorial de Otávio Frias pai elogiando Médici, o jornal mostrava de que lado estava, agora, com a classificação da ditadura como ditabranda , com a infame (duas vezes a palavra "infame" numa mesma postagem, deve ser recorde - só a Folha...) publicação na primeira página da ficha falsa de Dilma e com a publicação da defesa de um sequestrador e torturador (não sou eu quem diz, mas a sentença de um juiz, até hoje válida), a Folha confirma sua posição - e se ela está ao lado de Médici, da ditabranda e de Ustra, o leitor fica no pau de arara da História.

Leia a notícia da condenação de Brilhante Ustra, conforme publicada na própria Folha em 2008:


Por decisão do juiz Gustavo Santini Teodoro, da 23ª Vara Cível de São Paulo, de primeira instância, o coronel reformado Carlos Alberto Brilhante Ustra tornou-se o primeiro oficial condenado na Justiça brasileira em uma ação declaratória por sequestro e tortura durante o regime militar (1964-1985).

A sentença, publicada ontem, é uma resposta ao pedido de cinco pessoas da família Teles que acusaram Ustra, um dos mais destacados agentes dos órgãos de segurança dos anos 70, de sequestro e tortura em 1972 e 1973.

(...) Na decisão de ontem, o juiz Santini argumentou que a anistia refere-se só a crimes, e não a demandas de natureza civil, como é o caso da ação declaratória, que não prevê indenização nem punição, mas o reconhecimento da Justiça de que existe uma relação jurídica entre Ustra e os Teles, relação que nasceu da prática da tortura.

(...) As testemunhas, que estiveram presas junto com os Teles, disseram que Ustra comandava as sessões de tortura com espancamento, choques elétricos e tortura psicológica. Das celas, relatam que ouviam gritos e choros dos presos.

"Não é crível que os presos ouvissem os gritos dos torturados, mas não o réu [Ustra]. Se não o dolo, por condescendência criminosa, ficou caracterizada pelo menos a culpa, por omissão quanto à grave violação dos direitos humanos fundamentais dos autores", afirmou o magistrado.[Fonte: Folha, para assinantes]


O artigo de Ustra na Folha você encontra lá e nos espaços que defendem os crimes praticados pelo estado sob a ditadura civil-militar, de 1964 a 1985.

Mas, repare como a Folha o apresenta a seus leitores:

CARLOS ALBERTO BRILHANTE USTRA, coronel reformado do Exército, foi comandante do DOI-Codi de 29.set.1970 a 23.jan.1974 e é autor dos livros "Rompendo o Silêncio" (1987) e "A Verdade Sufocada" (2006).


Sobre a sentença, nenhuma palavra.

sábado, 28 de maio de 2011

Soldados gaúchos dançam funk ao som do Hino nacional brasileiro.

Muito hilário, porém muitos "moralistas" donos da ordem não gostaram e os milicos correm o risco de sofrer penosas consequências, vamos ao vídeo e divirtam-se.

Geni e o Zepelim - Chico Buarque de Holanda.


De tudo que é nego torto
Do mangue e do cais do porto
Ela já foi namorada.
O seu corpo é dos errantes,
Dos cegos, dos retirantes;
É de quem não tem mais nada.
Dá-se assim desde menina
Na garagem, na cantina,
Atrás do tanque, no mato.
É a rainha dos detentos,
Das loucas, dos lazarentos,
Dos moleques do internato.
E também vai amiúde
Co'os os velhinhos sem saúde
E as viúvas sem porvir.
Ela é um poço de bondade
E é por isso que a cidade
Vive sempre a repetir:

"Joga pedra na Geni!
Joga pedra na Geni!
Ela é feita pra apanhar!
Ela é boa de cuspir!
Ela dá pra qualquer um!
Maldita Geni!"

Um dia surgiu, brilhante
Entre as nuvens, flutuante,
Um enorme zepelim.
Pairou sobre os edifícios,
Abriu dois mil orifícios
Com dois mil canhões assim.
A cidade apavorada
Se quedou paralisada
Pronta pra virar geléia,
Mas do zepelim gigante
Desceu o seu comandante
Dizendo: "Mudei de idéia!
Quando vi nesta cidade
Tanto horror e iniqüidade,
Resolvi tudo explodir,
Mas posso evitar o drama
Se aquela formosa dama
Esta noite me servir".

Essa dama era Geni!
Mas não pode ser Geni!
Ela é feita pra apanhar;
Ela é boa de cuspir;
Ela dá pra qualquer um;
Maldita Geni!

Mas de fato, logo ela,
Tão coitada e tão singela
Cativara o forasteiro.
O guerreiro tão vistoso,
Tão temido e poderoso
Era dela, prisioneiro.
Acontece que a donzela
(E isso era segredo dela),
Também tinha seus caprichos
E ao deitar com homem tão nobre,
Tão cheirando a brilho e a cobre,
Preferia amar com os bichos.
Ao ouvir tal heresia
A cidade em romaria
Foi beijar a sua mão:
O prefeito de joelhos,
O bispo de olhos vermelhos
E o banqueiro com um milhão.

Vai com ele, vai Geni!
Vai com ele, vai Geni!
Você pode nos salvar!
Você vai nos redimir!
Você dá pra qualquer um!
Bendita Geni!

Foram tantos os pedidos,
Tão sinceros, tão sentidos,
Que ela dominou seu asco.
Nessa noite lancinante
Entregou-se a tal amante
Como quem dá-se ao carrasco.
Ele fez tanta sujeira,
Lambuzou-se a noite inteira
Até ficar saciado
E nem bem amanhecia
Partiu numa nuvem fria
Com seu zepelim prateado.
Num suspiro aliviado
Ela se virou de lado
E tentou até sorrir,
Mas logo raiou o dia
E a cidade em cantoria
Não deixou ela dormir:

"Joga pedra na Geni!
Joga bosta na Geni!
Ela é feita pra apanhar!
Ela é boa de cuspir!
Ela dá pra qualquer um!
Maldita Geni!

quinta-feira, 26 de maio de 2011

ANIVERSÁRIO DESTE BLOG.


Criado com o intuito de externar ou promover o questionamento de assuntos diversos com temas livres, focados na política ou na crítica contra a exclusão e a injustiça social, este blog iniciou suas postagens no dia 26 de Maio de 2010.

No decorrer de um ano com apresentações quase que diárias, procurei expor uma opinião que não é somente minha, mostrar nossos gostos musicais e promover a boa leitura. Solidarizando-me com a indignação de muitos que como eu partilha da mesma visão de mundo, mesmo sabendo nossa opinião não é importante para todos e nem sempre vai de encontro com os conceitos de muitos dos que lêem o que aqui é postado.
Importa-nos, no entanto que este blog seja um canal onde possamos fazer uso de um direito que nos assiste o direito de nos indignarmos contra tudo aquilo que não contribua para a formação de uma sociedade justa e igualitária.

Meus agradecimentos aos 67 seguidores, são motivos de meu orgulho pessoal, aos leitores diários, aos tantos que me param nas ruas para me falar deste modesto espaço e também a todos aqueles que se quer faço idéia, porem, também reservam alguns minutos de seu tempo para observar o que aqui estou postando, graças a vocês, hoje contamos com mais de 30 mil acessos.

Um agradecimento fraterno a quatro Blogs amigos de nossa pequena, mas não tão pacata Nova Londrina, amigos que gentilmente nos sedem suas postagens, um muito obrigado ao Blog do Cássio, ao Rabisco Literal, ao Pensador e ao Blog do professor Osmar Fernandes. Nossos agradecimentos também aos diversos blogs Brasil afora, em particular ao Esquerdopata, Terror do Nordeste, Blog do Saraiva e tantos outros onde colhemos informações interessantes para nossos leitores.

Nossa gratidão também à Rádio Rainha FM 104,9 de Nova Londrina, particularmente na voz do radialista e amigo Ricardo “Ronda” que constantemente nos brinda com a divulgação deste nosso espaço ao ler em seu programa diário aquilo que aqui me atrevo escrever.

Enfim, que possamos continuar com este espaço buscando divulgar aquilo que sem dúvida é bom e construtivo.

Meu muito obrigado a todos. Parabéns para nós.

Sinceramente,

Mateus Brandão de Souza, graduado em história pela FAFIPA.

quarta-feira, 25 de maio de 2011

Adeus a Abdias do Nascimento.

Abdias do Nascimento era militante pelo direito dos negros e valorização da cultura


Morreu nesta terça-feira, 24 de maio, no Hospital Federal dos Servidores, no Rio de Janeiro, um dos pioneiros do movimento de luta contra a discriminação racial no Brasil, o ator, diretor, dramaturgo e político Abdias do Nascimento, aos 97 anos. A causa da morte não foi revelada.

Abdias do Nascimento nasceu em Franca, no interior de São Paulo, em 14 de março de 1914. Foi, além de ator, poeta, artista plástico, diretor e dramaturgo, militante da luta contra a discriminação racial e pela valorização da cultura negra. Foi deputado federal, senador e secretário de estado.

Era integrante da Frente Negra Brasileira e foi o responsável pela criação do Teatro Experimental do Negro, primeira companhia a promover a inclusão do artista afrodescendente no teatro brasileiro, nos anos 40. Em 2001, ganhou o prêmio da Unesco de Direitos Humanos e Cultura de Paz por seu ativismo.

Postagem original em: 

Pimenta Neves é preso 11 anos depois.


Agentes da Divisão de Captura da Polícia Civil de São Paulo prenderam, em casa, o jornalista criminoso Antonio Marcos Pimenta Neves, de 74 anos, no bairro de Santo Amaro, na zona sul de São Paulo. Com uma ordem de prisão em mãos, três delegados entraram na casa do jornalista e negociaram a sua saída. Ele é levado para o Departamento de Capturas da polícia para que seja lavrado o ato de prisão. Na seqüência será encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML), para fazer exame de corpo de delito, e depois segue para o 13º DP, para aguardar sua transferência para algum presídio.

Leia mais em:  O Esquerdopata

segunda-feira, 23 de maio de 2011

Amigo é pra essas coisas MPB - 4

Composição : Silvio da Silva Jr. - Aldir Blanc

Pafunça

Adoniran Barbosa. Ano 1958.

Nova regra vai baratear telefone fixo para 68 milhões.


Karla Mendes, Agência Estado

A partir do próximo sábado (dia 28), começam a valer novas regras para a realização de chamadas entre telefones fixos de cerca de 560 municípios brasileiros, que passarão de ligações de longa distância (DDD) a ligação local. A mudança deixará a conta de telefone mais barata para 68 milhões de pessoas, conforme estimativa da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). As mudanças abrangem ligações realizadas em 39 regiões metropolitanas e três regiões integradas de desenvolvimento.

A alteração tornou-se possível a partir da revisão do Regulamento sobre Áreas Locais para o Serviço Telefônico Fixo Comutado (STFC). A mudança havia sido publicada pela Anatel em 21 de janeiro deste ano. Com o novo regulamento, foram ampliados os critérios de definição de áreas locais. A regra considera o conjunto de municípios pertencentes a uma região metropolitana ou região integrada de desenvolvimento (Ride) que tenham continuidade geográfica e pertençam a um mesmo código nacional de área, ou seja, o mesmo DDD.

Novas situações que se enquadrem na definição de "Áreas com Continuidade Urbana" ou em decorrência de solicitação fundamentada por parte da concessionária de telefonia fixa na modalidade do serviço local serão revistas anualmente. As revisões de configuração da área local resultante da criação ou da alteração de regiões metropolitanas ou de Rides ocorrerão junto com as revisões quinquenais dos contratos de concessão. Os valores de ligações entre fixos e móveis - e vice-versa - não sofrerão mudanças com as alterações de áreas locais.

A partir de sábado, serão atendidas as seguintes regiões metropolitanas: Porto Alegre (RS), Curitiba (PR), Londrina (PR), Maringá (PR), Baixada Santista (SP), Campinas (SP), Belo Horizonte (MG), Vale do Aço (MG), Rio de Janeiro (RJ), Grande Vitória (ES), Goiânia (GO), Vale do Rio Cuiabá (MT), Salvador (BA), Aracaju (SE), Maceió (AL), Agreste (AL), Campina Grande (PB), João Pessoa (PB), Recife (PE), Natal (RN), Cariri (CE), Fortaleza (CE), Sudoeste Maranhense (MA), Belém (PA), Macapá (AP), Manaus (AM), Boa Vista (RR), Central Roraima (RR), Sul de Roraima (RR), Florianópolis (SC), Chapecó (SC), Vale do Itajaí (SC), Norte/Nordeste Catarinense (SC), Lages (SC), Carbonífera (SC), Tubarão (SC).

Quanto às regiões de Foz do Rio Itajaí (SC), Grande São Luís (MA) e São Paulo (SP), todos os seus municípios já são considerados uma mesma área local. As Rides são Distrito Federal e Entorno (DF/GO/MG), Polo Petrolina e Juazeiro (PE/BA) e Grande Teresina (PI/MA).

sábado, 21 de maio de 2011

ESQUERDA GOVERNA COM MAIS COMPETÊNCIA QUE A DIREITA , DIZ LULA EM MANÁGUA

O ex-presidente Lula disse durante o XVII Foro de São Paulo, que a esquerda provou que é capaz de governar com "mais competência" do que a direita na América Latina.

"Provamos que a esquerda governa com mais competência do que a direita, que governou durante" muitos anos, disse Lula para mais de 150 líderes da esquerda latino-americana que participam do evento, em Manágua, capital da Nicarágua.

Lula citou como exemplo as políticas econômicas que promoveu durante seu mandato (2003-10) para erradicar a pobreza e melhorar o nível de vida da classe média. Lula disse que é necessário promover "uma discussão mais profunda" sobre o desenvolvimento das forças de esquerda para "fortalecer os partidos políticos, construir alianças e vencer eleições".

Lula assinalou que a esquerda deu grandes passos desde a constituição do Fórum de São Paulo, em 1990, o que lhe permitiu chegar, pela via democrática, ao governo de muitos países do continente.

Há 20 anos era difícil imaginar que algum dia "um índio" como Evo Morales conquistaria o poder na Bolívia, ou que a esquerda governaria potências econômicas como Argentina e Brasil.

Segundo Lula, o Partido Comunista de Cuba foi crucial para forjar esta unidade e a Frente Sandinista da Nicarágua, do presidente Daniel Ortega, "é a força democrática mais viva, que mais evoluiu" no hemisfério.

Lula presidiu o primeiro dia de debates do Foro de São Paulo, junto ao presidente Ortega, ao ex-presidente de Honduras Manuel Zelaya e a outros dirigentes da esquerda.

sexta-feira, 20 de maio de 2011

Professora Amanda Gurgel - A educação no Brasil.

Professora deixa em evidência a precariedade da educação e a desvalorização destinada ao profissional do ensino no país.



Professora Amanda Gurgel do Rio Grande do Norte silencia Deputados em audiência pública.
Depoimento Resumindo o quadro da Educação no Brasil.
Educadora fala sobre condições precárias de trabalho no RN/BRASIL.
(10/05/2011). 

Timoneiro - Paulinho da Viola.




Não sou eu quem me navega
Quem me navega é o mar
Não sou eu quem me navega
Quem me navega é o mar
É ele quem me carrega
Como nem fosse levar
É ele quem me carrega
Como nem fosse levar
E quanto mais remo mais rezo
Pra nunca mais se acabar
Essa viagem que faz
O mar em torno do mar
Meu velho um dia falou
Com seu jeito de avisar:
- Olha, o mar não tem cabelos
Que a gente possa agarrar
Não sou eu quem me navega
Quem me navega é o mar
Não sou eu quem me navega
Quem me navega é o mar
É ele quem me carrega
Como nem fosse levar
É ele quem me carrega
Como nem fosse levar
Timoneiro nunca fui
Que eu não sou de velejar
O leme da minha vida
Deus é quem faz governar
E quando alguém me pergunta
Como se faz pra nadar
Explico que eu não navego
Quem me navega é o mar
Não sou eu quem me navega
Quem me navega é o mar
Não sou eu quem me navega
Quem me navega é o mar
É ele quem me carrega
Como nem fosse levar
É ele quem me carrega
Como nem fosse levar
A rede do meu destino
Parece a de um pescador
Quando retorna vazia
Vem carregada de dor
Vivo num redemoinho
Deus bem sabe o que ele faz
A onda que me carrega
Ela mesma é quem me traz


Composição : Paulinho da Viola e Hermínio Bello de Carvalho.

quinta-feira, 19 de maio de 2011

Radialista Ricardo "Ronda" teve sua casa alvejada a balas.

Querem calar Ricardo Ronda?

 Ricardo Drummond de Macedo encabeça a lista seleta das criaturas brilhantes que tive o privilégio de conhecer no curso de História da Fafipa, cidadão de inteligência admirável olhar critico e tom irônico, nunca deixou de comentar e expor sua opinião sobre temas diversos e inimagináveis. Pioneiro na publicação de periódicos mensais em Marilena e Nova Londrina, através de seu Jornal Renascer, ganhou notoriedade quando lá publicava a "RONDA",  uma coluna com críticas ácidas sobre os desgovernos dos mandatários da cidade de Marilena. Polêmico por sua destreza em escrever e publicar os seus desgostos sobre a política local, Ricardo acumulou desafetos, por outro lado, ganhou leitores e admiradores de diversas camadas sociais, uma vez que em suas críticas ele consegue expor o que o povo sente vontade de ouvir e falar.

Não demorou muito e a imprensa radiofônica local percebeu que as opiniões de Ricardo poderiam ser aproveitadas também no rádio, foi quando a Rádio Rainha FM de Nova Londrina teve a brilhante idéia de apostar no talento e na inteligência do jornalista, que igualmente como no jornal escrito, não mediu palavras para externar a sua indignação e a indignação da grande maioria dos munícipes quando descontentes com os rumos da política e do governo.

Porém nem todos gostam das coisas que Ricardo "Ronda" diz ou escreve, a prova disto está no fato acontecido na noite da última terça-feira 17/05/2011 quando o jornalista e sua família tiveram o desprazer de ter sua residência alvejada por balas. Prova viva de que o terror não está longe nem somente na tela da televisão, porém, bem aqui debaixo dos nossos narizes. 

Segue, as fotos das marcas das balas que atingiram casa do jornalista e também a solidariedade deste blog com as pessoas de Ricardo, Cida, Renata e sua pequena filha. É lamentável, mas é verdade. Toda nossa indignação a este absurdo a essa violência injustificada.




quarta-feira, 18 de maio de 2011

Lula ajudou a mudar o equilíbrio do mundo, avalia historiador Eric Hobsbawm


Fernanda Calgaro
Especial para o UOL Notícias
Em Londres


O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva "ajudou a mudar o equilíbrio do mundo ao trazer os países em desenvolvimento para o centro das coisas", opinou o historiador britânico Eric Hobsbawm, 94 anos. Ícone da historiografia marxista, ele se reuniu nesta quarta-feira (13) com Lula na residência do embaixador brasileiro em Londres, Roberto Jaguaribe. O convite foi feito pela equipe de Lula.

Autor do clássico "Era dos Extremos", Hobsbawm é considerado um dos maiores intelectuais vivos. Na saída da embaixada, ele deu uma rápida entrevista quando já estava sentado no banco de trás do carro, ao lado da mulher. Falando com dificuldade, o historiador teceu elogios ao governo Lula e disse que espera revê-lo mais vezes. O encontro durou cerca de uma hora e meia.
"Lula fez um trabalho maravilhoso não somente para o Brasil, mas também para a América do Sul." Em relação ao seu papel após o fim do seu mandato, Hobsbawm afirmou que, "claramente Lula está ciente de que entregou o cargo para um outro presidente e não pode parecer que está no caminho desse novo presidente".
Acho que Lula deve se concentrar em diplomacia e em outras atividades ao redor mundo. Mas acho que ele espera retornar no futuro. Tem grandes esperanças para [tocar] projetos de desenvolvimento na África, [especialmente] entre a África e o Brasil. E certamente ele não será esquecido como presidente", disse.
Sobre o encontro, disse que foi uma "experiência maravilhosa", especialmente porque conhece Lula há bastante tempo. "Eu o conheci primeiro em 1992, muito tempo antes de ser presidente. Desde então, eu o admiro. E, quando ele virou presidente, minha admiração ficou quase ilimitada. Fiquei muito feliz em poder vê-lo de novo."
A respeito da presidente Dilma Rousseff, Hobsbawm afirmou que só a conhece pelo que lê nos jornais e pelo que lhe contam, mas ressalta a importância de o país ter a primeira mulher presidente.
"É extremamente importante que o Brasil tenha o primeiro presidente que nunca foi para a universidade e venha da classe trabalhadora e também seja seguido pela primeira presidente mulher.  Essas duas coisas são boas. Acredito, pelo que ouço, que a presidente Dilma tem sido extremamente eficiente até agora, mas até o momento não tenho como dizer muito mais", falou.





terça-feira, 17 de maio de 2011

Quem somos?

Somos a camada mais numerosa da sociedade onde tudo é mais difícil, nosso caminho escabroso traz em seu percurso as profundas marcas da desigualdade fomentada por um sistema governamental falsamente apresentado como democrático e justo.

Somos a mola propulsora, combustível que movimenta uma maquina laboral fazedora de riqueza, de uma riqueza que não nos assiste. Somos os milhares de fulminados, os incontáveis desprovidos de sorte, de uma má sorte que não têm importância alguma para aqueles que desfrutam de uma vida cor de rosa.

Somos dejetos, escória, somos aqueles que não lograram êxito estamos aquém de um grupo abastado que nos julgam derrotados pela incapacidade no competir, por isso nossa negra sorte e nossa dura realidade, assim nos vêem os ditadores de um sistema excludente, assim enxerga o olhar positivo de um sistema limitado, de poucos privilegiados, para eles a culpa do nosso revés não está nos limites do sistema exclusivista, mas sim, nas nossas limitações pessoais.

Somos nós que compomos a parte baixa da pirâmide, somos a base, os esquecidos, os abandonados. Aqui embaixo não nos rasgam sedas, não nos bajulam, aqui não nos dão oportunidades nem nos indicam a nada que nos dignifique. Não importa o que somos ou sentimos, para os elitizados é preciso e interessante que assim sejamos, afinal, alguém tem que ser o boi das piranhas para que a travessia do rio não moleste aqueles poucos que vivem abastados no prazer do vil metal.

Agarrar-se a esperanças não concretas é aquilo que nos ensinam e assim, ainda conseguimos suportar com mais vigor o tumor inoperável que mata a nossa dignidade. Somos desprovidos, desvalidos, censurados. Nos cabe o dever de sobreviver entre as migalhas, a nós é imposta toda ordem, o progresso é tão somente para uns poucos predestinados.

Nosso direito é ficar em silêncio, se resistimos se reclamamos, se nos inconformamos, somos taxados como perigosos, somos problemáticos e revoltados, nos comparam a maçãs podres que devem ser ceifadas para não contaminar outras.

Assim somos, de geração em geração, pois para os dominantes do sistema, interessa que assim sejamos. Não somos atraentes, não causamos interesse algum, tudo aquilo que somos ou sentimos não têm importância alguma para os timoneiros do sistema, afinal, a massa desprovida não traz lucro financeiro para nenhum deles.

Assim foi
Assim é
E assim será.

Prazer em conhecê-los,
Somos os marginalizados.

"Viva o capitalismo".

Mateus Brandão de Souza, graduado em história pela FAFIPA.

segunda-feira, 16 de maio de 2011

Era um time muito engraçado.


.. NÃO tinha HISTÓRIA... NÃO tinha ESTÁDIO..!!
LIBERTADORES? NÃO tinha NÃO... 
e pelo jeito NUNCA TERÃO ♪ ♪....

Como torcedor do Palmeiras e depois de tanta zuação nas duas últimas semanas que sucederam uma desclassificação por penais no campeonato paulista seguido por um fatídico 6X0 contra o coxa na Copa do Brasil, eu não poderia deixar passar em branco o acontecimento de ontem. Sinceridade? minhas gengivas ficaram enxutas de tanto dar risada. kkkkk.





domingo, 15 de maio de 2011

A vida dos outros.

Por Marcelo Saraiva Leite em seu Rabisco Literal -
“Fiquei sabendo”, “ouvi dizer”, “Fulano me disse que”...Estes e mais alguns termos estão e sempre estarão na moda, na boca do povo, infelizmente da maioria do povo. Um tal de cuidar da vida alheia que aflora a ignorância humana ao ponto de bisbilhotar e espalhar possíveis fatos e muitos boatos do que acontece por aí.

Sem o mínimo senso crítico ou conhecimento das situações, tais línguas difamam e criam contextos irrisórios que fogem léguas do verdadeiro acontecimento. Destilam veneno as bocas que intentam em falar mal da vida alheia; fazer um elogio? É ruim, hem? Por parte de tais indivíduos é necessário o máximo cuidado para não morder a própria língua, pode ser fatal.

Fofocas e mais fofocas são trocadas diariamente com interesse em saber se Fulano é isso, se Beltrano fez aquilo se Cicrano está ou não fazendo ou deixando de fazer. O incrível que a medida de esforços empregados em obter informação da vida dos outros a cada dia aumenta, portanto, vamos tomar cuidado com o que falamos, por onde andamos com quem estamos para não virar alvo de uma desenfreada e aniquiladora conversa fiada.

É difícil esquivar ou se livrar de pessoas do porte, estão em todo lugar e em qualquer momento podemos ser apanhados de surpresa querendo nos contar a mais nova notícia sobre alguém, ferindo nossos ouvidos com blandícias e astúcias de seus amigos e inimigos sem peso algum na consciência.

Portanto meus caros, ficamos na espreita, cautelosos e atentos, pois os olhos fitos em nossa vida nos rodeiam a todo o momento, sete dias por semana e a maldita casta de costumes nojentos está à espera de algo novo para falar e se deliciarem com os manjares de palavras sem peso atiradas com intuito difamador, sem caráter e invejoso.

Por Marcelo Leite

Burgueses de Higienópolis: Vocês não entenderam nada.

Vamos combinar: Por Paulo Moreira Leite.


Nesta semana foi anunciado que o governo de São Paulo mudaria os planos de construção da futura estação de metrô de Higienópolis. A mudança veio após um abaixo-assinado de uma assiciação de moradores de Higienópolis, que não querem pobres circulando pelo bairro. Ou seja, preconceito exacerbado. Vamos ao vídeo.

sábado, 14 de maio de 2011

30 anos sem Bob Marley

Por Cássio Augusto em seu Blog do Cássio

Em 11 de março de 1981, morria Robert Nesta Marley, o rei da música Reggae. Bob Marley é considerado um dos maiores artistas da música mundial de todos os tempos. Seu ritmo e suas letras influenciaram e continuam influenciando milhares de pessoas no mundo todo.

Bob diz que o Reggae quando bate a gente nunca sente dor, pois é uma música para sentir a sua vibração positiva. As letras falam de paz, amor, união, desigualdades sociais e raciais. É música para a alma e para o cérebro.

Abaixo, vídeo e letra de um dos seus clássicos: War.

Guerra
Até que a filosofia que sustenta uma raça
Superior e outra inferior,
Seja finalmente e permanentemente desacreditada e abandonada
Havera guerra, eu digo guerra.

Até que não existam cidadãos de 1º
E 2º classe de qualquer nação
Até que a cor da pele de um homem
Seja menos significante do que a cor dos seus olhos
Havera guerra

Até que todos os direitos basicos sejam igualmente
Garantidos para todos, sem discriminação de raça,
Guerra

Ate esse dia
O sonho de paz duradoura, da cidadania mundial e
As regras da moralidade internacional,
Permanecerão como ilusões fugares
Para serem perseguidas, mas nunca alcançadas
Agora havera guerra, guerra.

Até que os regimes ignóbeis e infelizes,
Que aprisionam nossos irmãos em Angola, em Mozambique,
Africa do sul em condições subumanas,
Sejam derrubados e inteiramente destruído haverá
Guerra, eu disse guerra.

Guerra no leste, guerra no oeste,
Guerra no norte, guerra no sul,
Guerra, guerra, rumores de guerra.

Até esse dia, o continente africano
Não conhecera a paz, nós africanos lutaremos
Se necessário e sabemos que vamos vencer,
Porque estamos confiantes na vitória

Do bem sobre o mal.
Do bem sobre o mal...

Por: Cássio Augusto – professor e mestrando em História.

quinta-feira, 12 de maio de 2011

Previsões científicas feitas no ano 1983 para os anos 2000 a 2011.

Estariam os cientistas do início dos anos oitenta otimistas demais quanto ao futuro que hoje é nosso presente? Acompanhe a reportagem apresentada pelo fantástico em 1983 sobre os primeiros 11 anos de século XXl e perceba que as previsões irão ser sempre duvidosas.

segunda-feira, 9 de maio de 2011

Vendi meu fusca.

Aquilo que antes era inimaginável aconteceu hoje, dando prova que o destino não segue a risca dos nossos planos.
O fusca 73 que me era parte pessoal já não está mais sob meu domínio, separei-me daquele que dispensei enorme apreço...
O fusca que se tornou minha cara.
Quantas vezes fui identificado através dele?

Foi-se o meu canarinho...
Quantas confidências ele testemunhou? “Ah se meu fusca falasse”.
O fusca de tantas aventuras, de tantos serenos, de tantas madrugadas.
Meu velho fusca, cenário de meditações, de risos, de despedidas, até de lagrimas.
O fusca prestador de socorro, o fusca que precisou de socorro.

Fusca de tantas caronas, o fusca ambulância, quantos moribundos transportamos para o pronto socorro?
Eu e meu fusca nos mesclamos às vezes nos tornamos únicos. Como ele e com ele fui discriminado e elogiado, fui de céu a inferno, de inferno a céu.

Porém hoje chegou o dia do fim e numa mistura de ansiedade, saudosismo, gratidão e remorso, disse adeus ao meu grande amigo máquina, deixei para trás a minha querida lata...
Separo-me com a certeza de que carro nenhum que porventura eu possuir terá o valor afetivo que eu tive pelo meu bom canarinho...

Amigos de copo e de cruz emprestem-me vossos ombros. Separei-me do meu escudeiro...

Que o tempo amenize a dor de minha abstinência do fusca.

Mateus Brandão de Souza, graduado em história pela FAFIPA.

sábado, 7 de maio de 2011

Para as mães.

Mãe é mãe e ponto final. Todas as palavras, de todos os idiomas e dialetos são insuficientes para definir o verdadeiro significado, a coisa magnífica que é uma mãe.
Portanto, como mãe adora filho, como mãe adora crianças, estou postando esse vídeo com crianças sul coreanas, porque eu sei que todas mães irão adorar ao ver essa criançada cheia de talento. Para todas as mães que estão acessando este blog agora, também para minha querida mãe a dona Elita...

CRIANÇAS QUE ARREBENTAM.


sexta-feira, 6 de maio de 2011

A novela do SBT e o anticomunismo de Silvio Santos.

Quando ouvi dizer que o canal de televisão do senhor Sílvio Santos iria produzir uma telenovela sobre o golpe de 1964, fiquei logo curioso. O SBT?!!! Seria contra ou a favor do golpe? Ou, antes, pelo contrário? A ideia era interessante, mas conhecendo a televisão brasileira… Tinha eu que vencer o preconceito. Afinal, pensei, na pior das hipóteses existiria a possibilidade das novas gerações conhecerem um pouco sobre a nossa ditadura mais recente.

Por Izaías Almada, em seu blog

Veio a divulgação, a expectativa da estreia, as entrevistas sobre pesquisas, investigações históricas, depoimentos de militares e ex-presos políticos, enfim todo o pano de fundo necessário para, quem sabe, tirar alguns pontinhos do Ibope das emissoras concorrentes. E, claro, justificar a escolha de tema tão delicado e polêmico, mas aliciante para um gênero dramatúrgico de grande empatia no Brasil.

Contudo, pensei, o empresário Sílvio Santos, com seu eterno e enigmático sorriso, não é diferente de outros empresários na área da comunicação social, quer em jornais, revistas, rádio, televisão e a atual coqueluche mundial: a internet e sua rede social.

À exceção de alguns sites e blogs dessa última forma de comunicação, todas as outras mencionadas, quer no Brasil e mesmo no mundo, na sua maioria pertencem a grupos que têm dado provas mais do que evidentes de serem apenas porta vozes de interesses corporativos próprios ou de seus principais anunciantes.

Até aí, nenhuma novidade, pois essa é a chamada regra do jogo. E para aqui a ética não foi chamada, ou melhor, foi abandonada. É sabido que no Brasil o grande mercado televisivo se alimenta dos horários distribuídos entre as telenovelas, os jogos de futebol, os telejornais e os programas de auditório, onde se despejam as grandes verbas publicitárias.

Como jogos de futebol e programas de auditórios se nivelam pelas paixões mais comezinhas e deixam a desejar quanto a formar a opinião política dos cidadãos, é na área do telejornalismo e da telenovela que a porca torce o rabo, como diria meu velho pai… Aqui, sim, não dá para tapar o sol com a peneira.

No jornalismo, apesar de tudo, ainda se encontram alguns bolsões de dignidade e de profissionais que se mantêm dentro da prática de um jornalismo investigativo de qualidade, com a apresentação de questões relevantes nas ciências, nas artes, na política, ou que apresentam denúncias baseadas em fatos que as comprovam, na tentativa de ouvir os dois lados de uma questão, na busca do contraditório, etc. Não muitos, como seria desejável, mas existem. E quanto às telenovelas?

Amor e Revolução é uma novela maquiada de imparcialidade para falar de um período bastante difícil e controverso da política contemporânea brasileira. Caricata e mal feita, quer à direita e à esquerda do espectro político. De repente, a tal geração, para a qual a novela procuraria mostrar o que foram os “anos de chumbo”, desinformada que é, e pelo que se viu até agora, ficará dividida mais uma vez entre “torcer” para os bons contra os maus.

Mas para muitos personagens, como o general Lobo Guerra e os policiais torturadores, ou mesmo alguns dos depoentes finais, os maus são os comunistas, que queriam transformar o Brasil numa China, União Soviética ou Cuba… E agora?

Qual o sistema econômico ideal, o regime político ideal? Já que se criou ao longo dos tempos a falsa dicotomia que identifica ditadura com fascismo e/ou comunismo e democracia com capitalismo, a resposta – para muitos, óbvia – será democracia e capitalismo.

Mas qual democracia? A democracia do poder econômico? A democracia onde a justiça é realmente cega? A democracia que favorece a especulação financeira no lugar da produção? A democracia que ignora a justiça social? A democracia que tolera a impunidade e a corrupção?

Acabei, por fim, decifrando o enigma. No seu programa dominical do dia 24 de abril, o senhor Sílvio Santos – contando com a presença de uma atriz mirim da novela – expressou a sua opinião como cidadão, artista e empresário. Considerou ele que a novela deveria ter mais amor e menos revolução, isto é, mais beijos e menos cenas de tortura.

Dirigindo-se à pequena atriz que participava do programa, SS arrematou: “Se você vivesse no comunismo, hoje teria que dividir o seu apartamento com mais de 20 pessoas”.

Agora entendi a novela do SBT: se não fossem os militares à maneira do general Lobo Guerra e os policiais à imagem dos personagens Fritz e do delegado Aranha livrarem o Brasil do comunismo à custa de torturas, prisões, desaparecimentos, cassações de mandatos, fechamento de sindicatos e entidades estudantis, censura à imprensa, tudo isso com o apoio de empresários brasileiros e da embaixada norte-americana no Brasil, nós hoje seríamos um país onde o próprio Sílvio Santos teria que dividir sua mansão no Morumbi provavelmente com 20 desses miseráveis da periferia. Pasmem.

E com certeza, muitos desses miseráveis compraram carnês do Baú da Felicidade.


Gentileza do blog do Vermelho.

quarta-feira, 4 de maio de 2011

Xá ver se entendi

Bora lá:

Informações iniciais que levaram ao assassinato de Bin Laden foram conseguidas através de torturas em Guantanamo (aquela prisão ilegal dos EUA em Cuba que o Obama ia desativar).Tortura não é crime?

O território de um país soberano foi invadido por forças helitransportadas dos EUA. O Conselho de Segurança da ONU já foi convocado? Já foram pedidas sanções internacionais contra o agressor?

A vitima estava desarmada! (reagiu?? como??) Mesmo assim foi consumado o assassinato! Que tribunal julgou?

O corpo foi jogado ao mar - após rituais religiosos... Que rituais? Foi para que não houvesse sepultura onde houvessem peregrinações ou para esconder o que?

Vai ser demolida a casa onde se consumou o assassinato - também para evitar peregrinações! O homem tinha tanto prestígio assim? Se tinha não vai adiantar nada!

Ah, onde estão os demais moradores da casa? Disseram ser mais de 20 pessoas. Onde se encontram? Foram sequestradas? Estarão recebendo tratamento VIP em Guantanamo?

Não sei porque o pessoal não inicia um abaixo assinado virtual exigindo que Obama devolva o prêmio indevido (o da Paz).

Ou seria o caso dos demais vencedores devolverem por incômodo com a "vizinhança"?

Luiz Antonio Franke Settineri - SAROBA

Gentileza do Blog TERRA BRASILIS.

terça-feira, 3 de maio de 2011

Aqui se faz aqui se paga?


Uma variedade de pessoas, religiosos de todos os credos, de todas as denominações e até mesmo ateus já me afirmaram que uma hora ou outra pagamos por tudo aquilo que fizermos de ruim. Sendo assim, podemos dormir o sono dos justos, pois mais dias ou menos dias a justiça despontará valendo nossas mágoas e amenizando as nossas feridas.

Dizem que a vida nos prestará contas de todo mal que praticamos, dizem também, que toda soberba um dia cairá por terra devido às oscilações da roda da vida onde de tempos em tempos os extremos se invertem.

Não há tempo que não termine nem dia que nunca chegue, outro ditado popular também reza na seguinte crença de que quem planta ventos colhe tempestades. Oxalá que seja verdade, pois quantas vezes estivemos bem intencionados, plantando sementes boas, enquanto outros tantos nos davam em troca os frutos mortíferos da ingratidão e da perfídia?

No mundo cão somos vítimas de toda sorte de jogos sujos, as traições e as puchadas de tapetes nos confiscam a força da luta deixando-nos descrentes ou em dúvida se vale mesmo a pena sermos bons.

Vivemos em uma época onde as virtudes pessoais perderam seus valores, nosso caráter é medido de acordo com nosso poder material. É o montante do teu salário quem decidirá sobre o teu destino, sobre como você será aceito dentro da tua sociedade.

Não irão te deferir por tuas virtudes, o teu bom senso, tua boa intenção ou tua ótima conduta, não farão diferença. O que pesa na balança de uma sociedade com cidadãos vendidos é realmente o valor de tua conta bancária, olharão muito mais para a marca do teu carro e para a roupa com que estás vestido do que para o teu próprio caráter.

Está mais do que provado que você pode ser vigarista, podes andar contra ordem imposta pelos “senhores e senhoras da verdade”, nenhum mal te sucederá desde que teu dinheiro seja o suficiente para atrair a cobiça dos tantos avaliadores repletos de hipocrisia.

Porém, lembre-se, nem tudo está perdido, o consolo dos que são desprovidos de ansiedade é de que a justiça tarda mas não falha. Reza a crença que um dia todo esse vento que plantaram contra ti se converterá na mais forte tempestade que afligirá teus sádicos algozes.

Que eles colham em abundancia os frutos da erva daninha, que eles bebam do mesmo veneno que a ti ofereceram, só assim poderás ter enxugadas tuas lágrimas de sangue, fazendo justiça a todo mal que feriu tua alma, coração e mente.

Se assim o é, vamos esperar, pois as quedas são inevitáveis, os tombos tem sido a causa morte de todo o orgulho, e ninguém deixará de cumprir sua própria sentença.

O senso comum nos adverte, quem ri por último, ri melhor.

Pois estamos no aguardo, “pote tanto vai à fonte que um dia volta quebrado”. Deixe estar, deixe estar.

Mateus Brandão de Souza, graduado em história pela FAFIPA.

segunda-feira, 2 de maio de 2011

Morre Osama Bin Laden.


Barack Obama marcou pronunciamento na Casa Branca.
Segundo a CNN, corpo estaria em poder dos Estados Unidos.

A rede de TV CNN afirmou na noite deste domingo (1) que Osama bin Laden, líder da organização terrorista Al-Qaeda, está morto. A informação teria sido confirmada por três fontes norte-americanas e também foi reproduzida pela agência de notícias Reuters.

O presidente Barack Obama deve realizar um pronunciamento na TV dos Estados Unidos para comentar a morte nos próximos instantes. Segundo a CNN, o corpo do terrorista estaria em poder das autoridades dos Estados Unidos.
Ainda de acordo com a emissora, o terrorista teria sido morto em uma mansão nos arredores de Islamabad, no Paquistão.
Procurado há pelo menos dez anos pelos EUA, Bin Laden é considerado o mentor intelectual dos atentados de 11 de Setembro de 2001.
Bin Laden nasceu na Arábia Saudita em 1957, em uma família de mais de 50 irmãos. Ele era filho do magnata da construção Mohamed bin Laden.
Seu primeiro casamento foi com uma prima síria aos 17 anos. Acredita-se que ele tenha tido 23 filhos com ao menos cinco esposas.

Devemos mesmo ficar com olho na tela e Olho na Band?

TV Bandeirantes interrompe transmissão do jogo decisivo das semi finais do Paulistão aos sete minutos do 1º tempo, para mostrar durante toda primeira etapa, a pista molhada do Anhembi.
Quem entendeu a ação da tv Bandeirantes ontem na transmissão do clássico Palmeiras e corinthians que nos explique, porque aquilo, foi de matar de ódio qualquer um que goste do futebol.
Foi assim: a Band anunciou e estava transmitindo as semifinais do campeonato paulista de futebol ontem domingo dia 1 de maio de 2011. Era um jogo nervoso, peculiaridade de um clássico como Palmeiras e corinthians, no alto dos sete minutos da primeira etapa, a rede bandeirantes simplesmente deixou de transmitir o jogo para fazer uma cobertura da corrida da formula Indy que nem estava acontecendo devido a forte chuva que caiu na madrugada e manhã de domingo.
Os telespectadores da tv Bandeirantes, foram obrigados a parar de assistir ao jogo, para ver Luciano do Vale cobrindo os bastidores de uma corrida que nada interessa aos amantes do futebol e que foi patrocinada pela Nestlé e cerveja Itaipava, corrida esta que havia sido adiada devido ao mal tempo.
Enquanto a tv bandeirantes transmitia funcionários da corrida no Anhembi enxugando a pista molhada pela chuva, o jogo fervia nos gramados do Pacaembu com treinador e jogadores sendo expulsos além de toda drenalina que envolvia a primeira etapa do jogo Palmeiras e corinthians.
Como que de propósito, somente nos últimos minutos da etapa inicial, foi que a bandeirantes voltou ao jogo, quando muita coisa já havia acontecido sem que os telespectadores que não têm TV a cabo pudessem assistir.
Faça-nos o favor não é mesmo Rede Bandeirantes. É devido à essa desconsideração com os telespectadores, que hoje a rede TV está ganhando força no campo da transmissão futibolistica.

Fica registrado o protesto de todos aqueles que se sentiram prejudicados devido ao anti-profissionalismo da TV Bandeirantes em não respeitar o gosto de seus telespectadores. Foi-se o tempo em que a Bandeirantes era o canal do Esporte.

Mateus Brandão de Souza, graduado em história pela FAFIPA.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...