APRESENTADO A COMARCA PARA O MUNDO E O MUNDO PARA A COMARCA

TEMOS O APOIO DE INFOMANIA SOLUÇÕES EM INFORMÁTICA Fones 9986 1218 - 3432 1208 - AUTO-MECÂNICA IDEAL FONE 3432-1791 - 9916-5789 - 9853-1862 - JOALHERIA OURO BRANCO 44 9839-3200 - NOVA ÓTICA Fone (44) 3432 -2305 Cel (44) 8817- 4769 Av. Londrina, 935 - Nova Londrina/PR - VOCÊ É BONITA? VENHA SER A PRÓXIMA BELA DA SEMANA - Já passaram por aqui: LOHAINNE GONÇALVES - FRANCIELE ALMEIDA - LOANA XAVIER - GABRIELA CRUZ- KARINA SPOTTI - TÂNIA OLIVEIRA - RENATA LETÍCIA - TALITA FERNANDA - JADE CAROLINA - TAYNÁ MEDEIROS - BEATRIZ FONTES - LETYCIA MEDEIROS - MARYANA FREITAS - THAYLA BUGADÃO NAVARRO - LETÍCIA MENEGUETTI - STEFANI ALVES - CINDEL LIBERATO - RAFA-REIS - BEATRYZ PECINI - IZABELLY PECINI - THAIS BARBOSA - MICHELE CECCATTO - JOICE MARIANO - LOREN ZAGATI - GISELE BERNUSSO - RAFAELA RAYSSA - LUUH XAVIER - SARAH CRISTINA - YANNA LEAL - LAURA ARAÚJO TROIAN - GIOVANNA MONTEIRO DA SILVA - PRISCILLA MARTINS RIL - GABRIELLA MENEGUETTI JASPER - MARIA HELLOISA VIDAL SAMPAIO - HELOÍSA MONTE - DAYARA GEOVANA - ADRIANA SANTOS - EDILAINE VAZ - THAYS FERNANDA - CAMILA COSTA - JULIANA BONFIM - MILENA LIMA - DYOVANA PEREZ - JULIANA SOUZA - JESSICA BORÉGIO - JHENIFER GARBELINI - DAYARA CALHEIROS - ALINE PEREIRA - ISABELA AGUIRRE - ANDRÉIA PEREIRA - MILLA RUAS - MARIA FERNANDA COCULO - FRANCIELLE OLIVEIRA - DEBORA RIBAS - CIRLENE BARBERO - BIA SLAVIERO - SYNTHIA GEHRING - JULIANE VIEIRA - DUDA MARTINS - GISELI RUAS - DÉBORA BÁLICO - JUUH XAVIER - POLLY SANTOS - BRUNA MODESTO - GIOVANA LIMA - VICTÓRIA RONCHI - THANYA SILVEIRA - ALÉKSIA LAUREN - DHENISY BARBOSA - POLIANA SENSON - LAURA TRIZZ - FRANCIELLY CORDEIRO - LUANA NAVARRO - RHAYRA RODRIGUES - LARISSA PASCHOALLETO - ALLANA BEATRIZ - WANDERLÉIA TEIXEIRA CAMPOS - BRUNA DONATO - VERÔNICA FREITAS - SIBELY MARTELLO - MARCELA PIMENTEL - SILVIA COSTA - JHENIFER TRIZE - LETÍCIA CARLA -FERNANDA MORETTI - DANIELA SILVA - NATY MARTINS - NAYARA RODRIGUES - STEPHANY CALDEIRA - VITÓRIA CEZERINO - TAMIRES FONTES - ARIANE ROSSIN - ARIANNY PATRICIA - SIMONE RAIANE - ALÉXIA ALENCAR - VANESSA SOUZA - DAYANI CRISTINA - TAYNARA VIANNA - PRISCILA GEIZA - PATRÍCIA BUENO - ISABELA ROMAN - RARYSSA EVARISTO - MILEIDE MARTINS - RENATHA SOLOVIOFF - BEATRIZ DOURADO - NATALIA LISBOA - ADRIANA DIAS - SOLANGE FREITAS - LUANA RIBEIRO - YARA ROCHA - IDAMARA IASKIO - CAMILA XAVIER - BIA VIEIRA - JESSICA RODRIGUES - AMANDA GABRIELLI - BARBARA OLIVEIRA - VITORIA NERES - JAQUE SANTOS - KATIA LIMA - ARIELA LIMA - MARIA FERNANDA FRANCISQUETI - LARA E LARISSA RAVÃ MATARUCO - THATY ALVES - RAFAELA VICENTIN - ESTELLA CHIAMULERA - KATHY LOPES - LETICIA CAVALCANTE PISCITELI - VANUSA SANTOS - ROSIANE BARILLE - NATHÁLIA SORRILHA - LILA LOPES - PRISCILA LUKA - SAMARA ALVES - JANIELLY BOTA - ELAINE LEITE CAVALCANTE - INGRID ZAMPOLLO - DEBORA MANGANELLI - MARYHANNE MAZZOTTI - ROSANI GUEDES - JOICE RUMACHELLA - DAIANA DELVECHIO - KAREN GONGORA - FERNANDA HENRIQUE - KAROLAYNE NEVES TOMAS - KAHENA CHIAMULERA - MACLAINE SILVÉRIO BRANDÃO - IRENE MARY - GABRIELLA AZEVEDO - LUANA TALARICO - LARISSA TALARICO - ISA MARIANO - LEIDIANE CARDOSO - TAMIRES MONÇÃO - ALANA ISABEL - THALIA COSTA - ISABELLA PATRICIO - VICTHORIA AMARAL - BRUNA LIMA - ROSIANE SANTOS - LUANA STEINER - SIMONE OLIVEIRA CUSTÓDIO - MARIELLE DE SÁ - GISLAINE REGINA - DÉBORA ALMEIDA - KIMBERLY SANTOS - ISADORA BORGHI - JULIANA GESLIN - BRUNA SOARES - POLIANA PAZ BALIEIRO - GABRIELA ALVES - MAYME SLAVIERO - GABRIELA GEHRING - LUANA ANTUNES - KETELEN DAIANA - PAOLLA NOGUEIRA - POLIANY FERREIRA DOS ANOS - LUANA DE MORAES - EDILAINE TORRES - DANIELI SCOTTA - JORDANA HADDAD - WINY GONSALVES - THAÍSLA NEVES - ÉRICA LIMA CABRAL - ALEXIA BECKER - RAFAELA MANGANELLI - CAROL LUCENA - KLAU PALAGANO - ELISANDRA TORRES - WALLINA MAIA - JOYCE SAMARA - BIANCA GARCIA - SUELEN CAROLINE - DANIELLE MANGANELLI - FERNANDA HARUE - YARA ALMEIDA - MAYARA FREITAS - PRISCILLA PALMA - LAHOANA MOARAES - FHYAMA REIS - KAMILA PASQUINI - SANDY RIBEIRO - MAPHOLE MENENGOLO - TAYNARA GABELINI - DEBORA MARRETA - JESSICA LAIANE - BEATRIS LOUREIRO - RAFA GEHRING - JOCASTA THAIS - AMANDA BIA - VIVIAN BUBLITZ - THAIS BOITO - SAMIA LOPES - BRUNA PALMA - ALINE MILLER - CLEMER COSTA - LUIZA DANIARA – ANA CLAUDIA PICHITELLI – CAMILA BISSONI – ERICA SANTANA - KAROL SOARES - NATALIA CECOTE - MAYARA DOURADO - LUANA COSTA - ANA LUIZA VEIT - CRIS LAZARINI - LARISSA SORRILHA - ROBERTA CARMO - IULY MOTA - KAMILA ALVES - LOISLENE CRISTINA - THAIS THAINÁ - PAMELA LOPES - ISABELI ROSINSKI - GABRIELA SLAVIERO - LIARA CAIRES - FLÁVIA OLIVEIRA - GRAZI MOREIRA - JESSICA SABRINNI - RENATA SILVA -SABRINA SCHERER - AMANDA NATALIÊ - JESSICA LAVRATE - ANA PAULA WESTERKAMP- RENATA DANIELI - GISELLY RUIZ - ENDIARA RIZZO - *DAIANY E DHENISY BARBOSA - KETLY MILLENA - MICHELLE ENUMO - ISADORA GIMENES - GABRIELA DARIENSO - MILENA PILEGI - TAMIRES ONISHI - EVELIN FEROLDI - ELISANGELA SILVA - PAULA FONTANA CAVAZIM - ANNE DAL PRÁ - POLLIANA OGIBOWISKI - CAMILA MELLO - PATRICIA LAURENTINO - FLOR CAPELOSSI - TAMIRES PICCOLI - KATIELLY DA MATTA - BIANCA DONATO - CATIELE XAVIER - JACKELINE MARQUES - CAROL MAZZOTTI - DANDHARA JORDANA - BRENDA GREGÓRIO - DUDA LOPES - MILENA GUILHEN - MAYARA GREGÓRIO - BRUNA BOITO - BETHÂNIA PEREIRA - ARIELLI SCARPINI - CAROL VAZ - GISELY TIEMY -THAIS BISSONI - MARIANA OLIVEIRA - GABRIELA BOITO - LEYLLA NASCIMENTO - JULIANA LUCENA- KRISTAL ZILIO - RAFAELA HERRERA - THAYANA CRISTINA VAZ - TATIANE MONGELESKI - NAYARA KIMURA - HEGILLY CORREIA MIILLER - FRANCIELI DE SANTI - PAULA MARUCHI FÁVERO - THAÍS CAROLINY - IASMIM PAIVA - ALYNE SLAVIERO - ISABELLA MELQUÍADE - ISABELA PICOLLI - AMANDA MENDES - LARISSA RAYRA - FERNANDA BOITO - EMILLY IZA - BIA MAZZOTTI - LETICIA PAIVA - PAOLA SLAVIERO - DAIANA PISCITELLE - ANGELINA BOITO - TALITA SANTOS Estamos ha 6 anos no ar - Mais de 700 acessos por dia, mais de um milhão de visualizações - http://mateusbrandodesouza.blogspot.com.br/- Obrigado por estar aqui, continue com a gente

quinta-feira, 30 de junho de 2011

Cálice.

Dentre as muitas honras que nos são negadas, destacamos aquela que nos priva do direito de nos indignarmos, num sistema onde quem detém poder financeiro pode tudo e ainda se acha no direito de fazer leis que amparam seus interesses e desamparam a muitos, a imposição que busca emudecer o clamor dos sem dignidade e dos indignados não lhes dá tréguas.
Médici foi entre os ditadores militares, talvez o mais memorável, obviamente que Garrastazu nunca será lembrado como um homem benévolo, afinal, suas ações mostram que não era da natureza nem do interesse dos militares serem reconhecidos como tais. Prova disto é que foi no governo Médici que a covardia atingiu os píncaros do absurdo, instituiu-se ali o famigerado AI5, que mais que todos os atos institucionais do regime militar, buscou calar, punir e matar todos quanto ousassem exercer o direito de se indignar contra os desmandos dos governos plenos de autoritarismos.
Porém, nem mesmo a mão de ferro e os horrores da ditadura militar conseguiram calar os tantos indignados tidos como subversivos, e foi na época dos anos de chumbo que a música popular brasileira enriqueceu seu repertório com clássicos como Cálice e é proibido proibir.
Porém os resquícios da vergonhosa e absurda ditadura são como nódoas indeléveis e os clássicos como Cálice de Chico Buarque e Gilberto Gil serão sempre atuais, pois o sistema do vale quanto pesa ainda é o mesmo que promove a não dignidade para cidadãos que estão sempre proibidos de se indignarem.

Como este blog prima e preza pelas grandes obras musicais e literárias nacionais e internacionais, vamos ouvir um clássico que nasceu no fragor da luta pelo direito de expressar nossos descontentamentos, no auge dos horrores da ditadura militar brasileira, Chico Buarque e Gilberto Gil bradaram sua indignação através da inefável letra de CÁLICE.

Mateus Brandão de Souza, graduado em história pela FAFIPA.

Índio da Costa para vice de Aécio.


Na campanha presidencial do ano passado, o ex-deputado ficou conhecido por seus ataques histéricos contra o governo Lula e a candidata Dilma Rousseff. Chegou a acusar do PT de ser ligado ao narcotráfico e fez discursos preconceituosos sobre temas sérios, como o aborto e a religião. Agora, o falso moralista é retido numa blitz policial. Todo moralista costuma ser um imoral enrustido!

Índio da Costa terá de pagar multa de R$ 957,70 e responderá a processo administrativo no Detran/RJ. A carteira de habilitação ficará retida por cinco dias. A apreensão ocorreu no mesmo bairro nobre do Leblon, próximo ao local onde o ex-governador e atual senador mineiro Aécio Neves também se recusou a fazer o teste do bafômetro. Como presidente do PSD do Rio de Janeiro, o ex-vice de Serra pode até pleitear ser vice do tucano Aécio Neves em 2014. Afinal, eles têm muita coisa em comum!

terça-feira, 28 de junho de 2011

A história de Lionel Messi.

Mesmo que você não goste de futebol, leia para ver como são certas passagens da vida.
Para os adeptos do Barça, a oitava maravilha é Messi.

Eis uma história, uma lição de vida, que encanta Camp Nou.

É uma desforra bem pessoal, a história do menino austista aos 8 anos, anão aos 13, que via o mundo a 1,10 metros do solo.

É esse mesmo, Lionel Messi, que botou corpo à base de tratamentos hormonais e que, 59 centímetros depois, encanta o mundo do futebol, naquele jeito singularíssimo de conduzir a bola colada ao genial pé esquerdo, como se o couro redondo fosse um mano siamês, uma mera extensão corporal, um órgão vital, inseparável.

Barcelona rende-se ao talento de "La Pulga" e os adversários caem aos pés de um talento puro e raro.

E por muito talento que tivesse para jogar à bola, estaria o rapaz consciente do destino glorioso que lhe estava reservado?

O miúdo de 16 anos que vestiu pela primeira vez a camisola da equipe principal do Barcelona num jogo com o F. C. Porto, a 16 de Novembro de 2003, na inauguração do Estádio do Dragão, o Lionel Messi que agora caminha sobre a água, é ainda o mesmo menino que sobrevoou o Atlântico, em 2000, para se curar de uma patologia hormonal.

Lá na Argentina, na Rosário natal, os prognósticos médicos eram arrasadores: sem tratamento eficaz contra o nanismo, Lionel chegaria à idade adulta com 1,50 metros, no máximo.

Os diagnósticos alarmaram os Messi:

E o custo dos curativos também: mil euros mensais, ou seja, quatro meses de rendimentos da família de La Heras, um bairro pobre de Rosário.

Mas o pai de Lionel não se resignou.

Sabia que o filho, pequeno no corpo, era gigante no talento.

E não aceitou a fatalidade.

Nessa altura, o prodígio de dez anos despontava no Newells Boys, fintando meninos com o dobro do tamanho e marcando gols atrás de gols.

O pai sugeriu ao clube que pagasse os tratamentos de Lionel.

A resposta foi negativa.

E o mesmo sucedeu quando os Messi foram bater à porta do grande River Plate.

Na adversidade, a família Messi teve mais força, com a ajuda de uma tia de Lionel, emigrada na Catalunha.

E foi assim, em 2000, ainda antes de completar 13 anos, que Lionel e os pais viajaram até Lérida.

Dias depois, o pequeno prodígio foi fazer testes no Barcelona...

E com a bola quase a dar-lhe pelos joelhos, aquela habilidade enorme logo maravilhou os treinadores do Barça.

Carles Rexach, director do centro de formação do Barcelona, ficou maravilhado com o prodigiozinho argentino.

Ao cabo de dois treinos, não hesitou e logo tratou de arranjar contrato.

E ficou espantado com a proposta do pai do craque: o Barça só tinha de lhe pagar os tratamentos que os médicos argentinos sugeriam.

Foi dito e feito.

Durante 42 meses, Lionel levou, todos os dias, injecções de somatropina, hormônio de crescimento inscrito na tabela de produtos proibidos pela Agência Mundial Antidopagem, e só autorizada para fins terapêuticos.

Em 2003, o milagroso hormônio fizera de Lionel o que ele é hoje, um rapagão de... 1,69 metros!

No Verão de 2004, acabadinho de fazer 17 anos, e já com contrato profissional, entrou para a equipe B do Barça.

Mas fez só cinco jogos, porque aquele enorme talento não cabia no "Miniestadi".

Reclamava palcos maiores.

E rapidamente começou a jogar no Camp Nou, na equipe principal.

Em 16 de Outubro de 2004, o prodígio fez a grande estreia na liga espanhola, num dérbi com o Espanhol.

Em 1º de Maio de 2005 entrou para a história do Barça: marcou ao Albacete e tornou-se no mais jovem jogador a marcar um gol pelo Barcelona.

Aos 17 anos, dez meses e sete dias, começou a lenda.

Cinco anos depois, Messi teve a consagração absoluta.

Foi eleito Melhor Jogador do Mundo de 2009, após uma época de sonho, concluída com um feito inédito do Barça "de las seis copas": campeão de Espanha, da Taça do Rei, da Supertaça Espanhola, da Supertaça Europeia, da Liga dos Campeões, do Mundial de Clubes. Ufff!

O craque que o Barça contratou pelo custo da terapia de crescimento é, hoje, a maior jóia do futebol mundial, segurada por uma cláusula de rescisão de... 250 milhões de euros!

E é, também, o mais bem pago de todos: o menino pobre do bairro de la Heras é, agora, multimilionário, recebendo qualquer coisa como 33 milhões de euros anuais em salários e publicidade.

Nem em contos...

Lionel Andrés Messi >> 23 anos (24/06/1987)

Nacionalidade: Argentina (os argentinos têm vergonha de não terem tratado do rapaz).

Títulos: campeão Espanha (2005, 2006, 2009, 2010 e 2011), taça do rei (2009); Supertaça Espanha (2005, 2006, 2009 e 2010); liga dos campeões (2006, 2009); supertaça europeia (2009); mundial de clubes (2009).

 "GRANDE LIÇÃO DO PAI QUE NÃO DESISTIU DO SONHO: 
  CURAR  O FILHO."

Texto escrito em português de Portugal que recebi por e-mail.
  

Geada em Nova Londrina.

Madrugada do dia 28 de Junho de 2011, 2:30 da manhã, frio seguido de geada castiga moradores de Nova Londrina, neste vídeo, o gelo em um carro que estava estacionado no frigorífico HB carnes e frios.

segunda-feira, 27 de junho de 2011

Pedofilia não.

Na noite do dia 25 de junho, iniciou-se no Twitter (site de relacionamentos) uma campanha contra a pedofilia, tendo como força motriz a veiculação de vídeos no blog "Fudedores de crianças" em que dois pervertidos abusam de crianças.
Crianças essas, e todas as outras que sofrem de abuso sexual, que ficam coagidas, passam a não se relacionar direito com as pessoas, tem deturpadas as suas mentes, conceitos e levam consigo, por toda vida, sequelas mentais, quando não passam a também serem algozes de outras.
É necessário que cobremos dos políticos e de todas as lideranças sociais, atitudes que previnam e punam os monstros capazes de cometer tais atrocidades, de forma que não voltem a fazê-las (castração química, amputação). É preciso que nós vigiemos ao nosso redor e divulguemos esses atos de violência.
Para se ter uma grande mudança é necessário que se trabalhe em equipe e é através dessa força conjunta que nós poderemos combater não só a violência sexual, como também todo e qualquer tipo de problema que possa vir a atrapalhar o crescimento das crianças, o futuro da nação, do planeta.

Retirado do blog Ironias cotidianas. http://ironiascotidianas.blogspot.com/

Acesse também: Prostituição infantil: http://mateusbrandodesouza.blogspot.com/2010/06/prostituicao-infantil.html

domingo, 26 de junho de 2011

O Papalagui - Erich Scheurmann.

Um ótimo livro onde você conhecerá a visão de Tuiávii, nativo da tribo Tiavéa na Oceania, sobre o modo de vida do homem branco ocidental.  Prepare-se, até então você nunca pensou o quanto somos estranhos, rídiculos e limitados. Aqui você será analisado sob uma ótica que nunca imaginou, ao final você concluirá, Tuiávii está coberto de razão.

sexta-feira, 24 de junho de 2011

É muita garapa gente!

O vídeo a seguir me lembra um vizinho que tive quando morei em Marilena, Zé "capacete", um dos maiores apreciadores da cajibrina que eu conheci e que a cirrose ainda não levou. Em homenagem a Zé capacete, vai esta postagem.

quarta-feira, 22 de junho de 2011

Cubanita - Almir Sater.

Em viagem ao Paraguai com um amigo, no caminho ele me apresentou esta música, "Cubanita" na ocasião o Cd que estava tocando não era com Almir Sater, mas, com uma dupla sertaneja por nome Conrado e Aleksandro. Dificilmente uma dupla do genero sertanejo universitário prenderia minha atenção, porém Cubanita que ouvia naquela ocasião seduziu-me, por sua letra e as aventuras da bonita moça a quem a música se refere, depois fiquei sabendo que esta boa qualidade de música era do grande e conceituado Almir Sater, em parceria com Paulo Simões. E agora, ofereço à vocês, "Cubanita", no original com Almir Sater. Tenham uma boa audição.

"As vezes a falta de notícia é uma boa notícia"

A reunião de ontem entre diretoria e cooperados da Copagra na AACC, que discutia a atual situação financeira da cooperativa e também o destino de sua usina de álcool, aconteceu a portas fechadas. Restrita apenas aos que compõe o quadro sócio e administrativo da empresa, as decisões tomadas e acatadas por diretoria e cooperados naquela assembléia não foram até o instante divulgadas a terceiros. Imprensa alguma teve autorização para fazer a cobertura do acontecimento que tanto aguçou a curiosidade e preocupou cidadãos de Nova Londrina e região.
Oxalá que as providencias tomadas por diretoria e cooperados na ocasião de ontem, venham de encontro aos anseios de toda comunidade que engloba a comarca de Nova Londrina, comarca esta que direta ou indiretamente se beneficia com o bom andamento de uma cooperativa que é de todos nós. Que a sorte nos seja favorável e que as melhores notícias nos sejam dadas a respeito da Copagra.

Mateus Brandão de Souza, graduado em história pela FAFIPA.

terça-feira, 21 de junho de 2011

Lula ganha prêmio internacional por trabalho de combate à pobreza no Brasil

Fundação homenageou ex-presidente brasileiro e ex-governante de Gana

Do R7


Luiz Inácio Lula da Silva foi escolhido, nesta terça-feira (21), um dos ganhadores do prêmio internacional World Food Prize, que reconhece os melhores trabalhos no combate à pobreza e à fome em diversos países.
Além de Lula, a fundação também homenageou John Kufuor, ex-presidente de Gana, na África. O anúncio do prêmio – que existe desde 1987 – foi feito hoje em Washington, nos Estados Unidos.

Em comunicado, a fundação destacou programas do governo brasileiro no combate à miséria, como o Bolsa Família e o Fome Zero.

No início do mês, a Presidência lançou mais um plano para tirar cerca de 16 milhões de pessoas da pobreza extrema, o Brasil sem Miséria.

Reunião entre diretoria e cooperados no club da AACC nesta terça-feira 21/06/11 pode sacramentar a venda da usina de álcool da copagra.

Rumores de que a Copagra, Cooperativa agro-industrial do noroeste do Paraná em Nova Londrina passa por uma crise financeira, talvez a maior de sua história é algo constantemente falado e ouvido em todos os cantos da cidade. Entre as informações sobre a cooperativa, escuta-se dizer que a dívida herdada por sua mais nova diretoria atinge índices alarmantes. 
Preocupados com o futuro da cooperativa e para esclarecer a atual e verdadeira situação em que se encontra a Copagra, sua diretoria se reunirá com seus mais de dois mil cooperados no clube da AACC em Nova Londrina nesta terça-feira dia 21 de junho, para decidir qual melhor caminho para se sair desta alarmante crise. 
A venda da usina de álcool, menina dos olhos da copagra é uma possibilidade não descartada.
Resta-nos esperar que a reunião desta terça-feira, traga a melhor solução para o futuro da Copagra, de seus funcionários, cooperados e também para o cooperativismo do extremo noroeste do Paraná.  Que bons ventos soprem para a Copagra.

Mateus Brandão de Souza, graduado em história pela FAFIPA.

segunda-feira, 20 de junho de 2011

Marionete.

Você vai gostar.

Eu o Supremo - de Augusto Roa Bastos.


José Gaspar Rodríguez de Francia governou o Paraguai com mão-de-ferro, durante 27 anos, até a sua morte, em 20 de setembro de 1840. Em seu governo o país, a primeira República da América do Sul, experimentou um crescimento econômico invejável. Tributário da Revolução Francesa, El Supremo, Ditador Perpétuo, como se intitulava, Rodríguez de Francia, o Dr. Francia, acabou com os privilégios da aristocracia, distribuiu terras para os camponeses, incentivou a agricultura e a industrialização, tornou obrigatório o ensino médio, conseguindo acabar com o analfabetismo em seus país, – isso no começo do Século 19 – perseguiu os jesuítas e proibiu a Inquisição. 
Avançadas no tempo, suas reformas econômicas e administrativas transformaram o Paraguai na grande potência latino-americana de sua época, resguardada por um poderoso exército. Ao contrário do Brasil, da Argentina e do Uruguai, subservientes aos interesses da Inglaterra (a maior potência mundial do período), desafiou as nações poderosas, chegando ao ponto de proibir as imigrações. Por tal ousadia, pagou deliberadamente o preço do isolacionismo. 
Quase três décadas após a morte do ditador, o país seria literalmente arrasado pela Tríplice Aliança, na guerra genocida que uniu brasileiros, argentinos e uruguaios contra os paraguaios. José Gaspar Rodríguez de Francia é o personagem principal de um dos maiores romances da América Latina, Eu o Supremo, do escritor paraguaio Augusto Roa Bastos (1917-2005). Emerge das páginas do romance um homem que, como um Moisés na Terra Prometida do Novo Mundo,chamou para si próprio, num impulso quase místico e megalômano, a responsabilidade de conduzir seu povo para um futuro de glória, redenção, independência e orgulho pátrio, mesmo ao custo de passar as armas os opositores do regime. 
Filho de um brasileiro, Dr. Francia formou-se em filosofia e teologia e ganhou respeito como intelectual. Foi também um político ilustrado, leitor de Cícero, Dante, Voltaire, Rousseau, Montesquieu e, claro, Maquiavel. É irretocável, seu perfil, escrito em primeiro pessoa por Roa Bastos, como se extraído das próprias memórias do Ditador Perpétuo, cargo que induziu o Congresso a outorgá-lo em 1814 e do qual, plenipotenciário, desfrutou até a morte. 
O romance foi definido pelo escritor Antonio Callado como “uma autobiografia escrita por outra pessoa” e “provavelmente o melhor livro da literatura paraguaia”. O talhe de estadista dos trópicos de Rodríguez de Francia impressionou o inglês Thomas Carlyle que, em 1844, quatro anos após a morte do ditador, escreveu o ensaio “Dr. Francia” em que não esconde a admiração por um personagem que enfrentou, com coragem e altivez, o seu império colonialista da Inglaterra. A mesma admiração que, muitos anos depois, inspirou o brasileiro Callado a escrever (na orelha da edição brasileira de Eu o Supremo – Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1977. Trad. Galeno de Freitas): “Francia, fundador do Paraguai, é realmente uma figura de estadista de molde tão incomum que, se imaginássemos outros Francias em mais três ou quatro de ‘nuestros países’, poderíamos imaginar uma América Latina bem diferente do que é, bem mais forte a seu modo, bem mais inventiva e original. Francia não queria que o Paraguai se parecesse com a Espanha, ou com a França, ou com a Inglaterra. Ele queria criar uma outra espécie de civilização nestas plagas. O Paraguai dos seus sonhos – e das suas realizações – era auto-suficiente, desconfiado em relação às grandes potências, altivo, acreditando firmemente na sua capacidade de criar algo novo”. 

Fonte http://eliesercesar.wordpress.com/2011/01/27/supremo-ditador-em-eu-o-supremo-augusto-roa-bastos-faz-uma-autobiografia-alheia-ao-escrever-as-memorias-de-jose-gaspar-rodriguez-de-francia-emblematico-ditador-paraguaio/

domingo, 19 de junho de 2011

Para Hobsbawm, crise explica deriva à direita na Europa

Do Carta Maior.
O blog do italiano Beppe Grillo entrevistou Eric Hobsbawm no dia do seu 94º aniversário. Hobsbawm, que faz questão de dizer que é um historiador, não um futurologista – fala, entre outros assuntos, sobre o que é hoje o marxismo e a crise na União Europeia. Hobsbawm acredita que, no futuro próximo, praticamente todos ou quase todos os países europeus serão governados por governos de direita, de um tipo ou de outro. Para ele, a crise econômica que se arrasta desde 2008, tem muito a ver com a deriva à direita na Europa. "Acho que, hoje, só quatro economias na Europa, na União Europeia, estão sob governos de centro ou de esquerda".

O blog de Beppe Grillo entrevistou Eric Hobsbawm, um dos maiores historiadores marxistas vivo. A entrevista aconteceu no dia do seu 94º aniversário, quando esteve em Roma para o lançamento da tradução italiana de seu livro How to Change the World - Why rediscover the inheritance of Marxism. Hobsbawm analisa a possibilidade de uma deriva rumo à direita nos próximos anos na Europa, por razões relacionadas com a depressão econômica, a ânsia por segurança e a estagnação da União Europeia, arcada sob o peso da obrigação de ser cada vez maior e maior e pela falta de visão política comum. Além disso, os movimentos de resistência têm crescido mais em regiões onde há um maior número de jovens – por exemplo no norte da África e nos países em desenvolvimento, não na Europa. Mas, acima de tudo, Hobsbawm, que faz questão de dizer que é um historiador, não um futurologista – fala-nos sobre o que é hoje o marxismo e sobre os seus efeitos.

(1) Sobre o marxismo hojeEric Hobsbawm: Sou o Eric Hobsbawm. Sou um historiador muito velho. Como tal, telefona-me no dia do meu 94º aniversário. Durante toda a minha vida escrevi principalmente sobre a história dos movimentos sociais, a história geral da Europa e do mundo dos séculos XIX e XX. Acho que todos os meus livros estão traduzidos para italiano e alguns foram até bastante bem recebidos.Blog de Beppe Grillo: A nossa primeira pergunta é sobre o seu livro. O marxismo é considerado um fenômeno pós-ideológico. Poderia explicar-nos porquê? E quais serão as consequências dessa mudança? 
Eric Hobsbawm: Eu não usei exatamente a expressão “fenômeno pós-ideológico” para marxismo, mas é verdade que, no momento, o marxismo deixou de ser o principal sistema de crenças associado aos grandes movimentos políticos de massa em toda a Europa. Apesar disso, acho que sobrevivem alguns pequenos movimentos marxistas. Nesse sentido, houve uma grande mudança no papel político que o marxismo desempenha na política da Europa. Há algumas partes do mundo, por exemplo, a América Latina, em que as coisas não se passaram do mesmo modo. A consequência daquela mudança, na minha opinião, é que agora todos podemos concentrar-nos mais e melhor nas mudanças permanentes que o marxismo provocou, nas conquistas permanentes do marxismo. Essas conquistas permanentes, na minha opinião, são as seguintes: Primeiro, Marx introduziu algo que foi considerado novidade e ainda não se realizou completamente, a saber, a crença de que o sistema econômico que conhecemos não é permanente nem destinado a durar eternamente; que é apenas uma fase, uma etapa no desenvolvimento histórico que acontece de um determinado modo e deixará de existir e converter-se-á noutra coisa ao longo do tempo. Segundo, acho que Marx concentrou-se na análise do específico modus operandi, do modo como o sistema operou e se desenvolveu. Em particular, concentrou-se no curioso e descontinuo modo através do qual o sistema cresceu e desenvolveu contradições, que por sua vez produziram grandes crises.A principal vantagem da análise que o marxismo permite fazer é que considera o capitalismo como um sistema que origina periodicamente contradições internas que geram crises de diferentes tipos que, por sua vez, têm de ser superadas mediante uma transformação básica ou alguma modificação menor do sistema. Trata-se desta descontinuidade, deste reconhecimento de que o capitalismo opera não como sistema que tende a se auto-estabilizar, mas que é sempre instável e eventualmente, portanto, requere grandes mudanças. Esse é o principal elemento que ainda sobrevive do marxismo. Terceiro, e acho que aí está a preciosidade do que se poderá chamar de fenômeno ideológico, o marxismo é baseado, para muitos marxistas, num senso profundo de injustiça social, de indignação contra a desigualdade social entre os pobres e os ricos e poderosos. Quarto, e último, acho que talvez se deva considerar um elemento – que Marx talvez não reconhecesse – mas que esteve sempre presente no marxismo: um elemento de utopia. A crença de que, de um modo ou de outro, a sociedade chegará a uma sociedade melhor, mais humana, do que a sociedade na qual todos vivemos atualmente.
 (2) Uma deriva à direita na Europa?Blog: No norte da África e em alguns países europeus – Espanha, Grécia e Irlanda – alguns movimentos de jovens que nasceram na internet e usam redes, por exemplo Twitter e Facebook, estão aproximando-se da política. São movimentos que exigem mais envolvimento e mudanças radicais nas escolhas das sociedades. Mas, ao mesmo tempo, a Espanha tende à direita; a Dinamarca votou pelo encerramento das fronteiras com a Hungria; e na Finlândia, e até mesmo na França, com Marie Le Pen, estão surgindo partidos nacionalistas de extrema-direita. Não é isto uma contradição?
Eric Hobsbawm: Não, não acho. Acho que são fenômenos diferentes. Acho que, na maioria dos países ocidentais, hoje, os jovens são uma minoria politicamente ativa, largamente por efeito de como a educação é construída. Por exemplo: os estudantes sempre foram, ao longo dos séculos, elementos ativistas. Ao mesmo tempo, a juventude educada hoje é muito mais familiarizada com modernas tecnologias de informação, que transformaram a agitação política transnacional e a mobilização política transnacional.Mas há uma diferença entre (a) esses movimentos de jovens educados nos países do ocidente, onde, em geral, toda a juventude é fenômeno de minoria, e (b) movimentos similares de jovens em países islâmicos e em outros lugares, nos quais a maioria da população tem entre 25 e 30 anos. Nesses países, portanto, muito mais do que na Europa, os movimentos de jovens são politicamente muito mais massivos e podem ter maior impacto político. O impacto adicional na radicalização dos movimentos de juventude acontece porque os jovens hoje, em período de crise econômica, são desproporcionalmente afetados pelo desemprego e, portanto, estão desproporcionalmente insatisfeitos. Mas não se pode adivinhar que rumos tomarão esses movimentos. No todo, os movimentos dessa juventude educada não são, politicamente falando, movimentos da direita. Mas eles só, eles pelos seus próprios meios, não são capazes de definir o formato da política nacional e todo o futuro. Creio que, nos próximos dois meses, assistiremos aos desdobramentos desse processo.Os jovens iniciaram grandes revoluções, mas não serão eles que necessariamente decidirão a direção geral pela qual andarão aquelas revoluções. Cada direção, claro, depende do país e da região. Obviamente as revoluções serão muito diferentes nos países islâmicos, do que são na Europa ou, claro, nos EUA.E é verdade que na Europa e provavelmente nos EUA pode haver uma deriva para a direita, na política. Mas isso, parece-me, será assunto da terceira pergunta.
(3) A crise econômicaBlog: Sim, a próxima pergunta é sobre a crise econômica em que vivemos desde 2008. As crises de 29, 33, levaram o fascismo ao poder. Prevê algum risco de a crise atual ter os efeitos que tiveram as crises de 28, 29, 33?
Eric Hobsbawm: Bem, não há dúvidas de que a crise, a crise econômica que se arrasta desde 2008, tem muito a ver com a deriva à direita na Europa. Acho que, hoje, só quatro economias na Europa, na União Europeia, estão sob governos de centro ou de esquerda. Algumas daquelas devem perder. A Espanha provavelmente também se moverá em direção à direita. Nesse sentido, parece verdade. Não acho que haja aí qualquer risco de ascensão do fascismo, como nos anos 1930s. O perigo do fascismo nos anos 1930s foi, em grande medida, resultado da conversão de um país em particular, um país decisivo politicamente, nomeadamente a Alemanha sob a alçada de Hitler.Não há sinal de que nada disso esteja a acontecer hoje. Nenhum dos países importantes, segundo me parece, dá qualquer sinal nessa direção. Nem nos EUA, onde há um forte movimento direitista, pode-se concluir que aquele movimento ganhe poder nas urnas. Nem, tampouco, no caso dos partidos e movimentos de extrema-direita nos países europeus. Apesar de serem fortes, têm-se mantido como fortes minorias sem grandes hipóteses de se tornarem maiorias. Mas, sim, creio que, no futuro próximo, praticamente todos ou quase todos os países europeus serão governados por governos de direita, de um tipo ou de outro. Recorde-se que um dos efeitos logo termo da crise económica dos anos 1930s foi que praticamente toda a Europa tornou-se democrata e de esquerda, como jamais antes acontecera. Mas isso levou algum tempo. Portanto, há um risco, mas não é o mesmo risco que havia nos anos 1930. O risco é antes o de não se agir o suficiente para lidar com os problemas básicos, enaltecidos pelo capitalismo dos últimos 40 e enfatizados pelo renascimento dos estudos marxistas.
Blog: O que pensa sobre a União Europeia e sobre o que já foi conseguido? A União Europeia conseguirá consolidar-se ou voltará a ser uma simples reunião de estados?
Eric Hobsbawm: Acho que a esperança de que a União Europeia venha a ser algo mais que uma aliança de estados e área de livre comércio, essa, não tem grande futuro. Não irá muito além do que já foi até aqui, mas não acho que seja destruída.Acho que o que já se fez, um grau de livre comércio, um grau muito mais importante de jurisprudência comum e lei comum permanecerão. A principal fraqueza da União Europeia, parece-me, razão do fracasso, foi o conflito entre a economia e a base social da União Europeia. Um conflito que resultou da tentativa para eliminar a guerra entre a França e a Alemanha e unificar economicamente as partes mais ricas e desenvolvidas da Europa. Esse objetivo foi alcançado. Tal foi misturado em seguida com um objetivo político associado à Guerra Fria e ao desenvolvimento após o fim deste período, nomeadamente o objetivo de extensão das fronteiras a todo o continente e mais além. Este processo dividiu a Europa em partes que já não são facilmente coordenáveis.Economicamente, as grandes crises são ambas muito parecidas no que diz respeito às aquisições para a União Europeia desde os anos 1970s, na Grécia, em Portugal e na Irlanda, por exemplo. Mesmo politicamente, as diferenças entre os antigos estados comunistas e os antigos estados não comunistas da Europa enfraqueceram a capacidade de a Europa continuar a desenvolver-se. Se a Europa continuará a conseguir manter-se como está, eu não o sei. Não creio, contudo, que a União Europeia deixe de existir e acho que continuaremos a viver numa Europa mais coordenada do que a que conhecemos, digamos, desde a II Guerra Mundial. De qualquer modo, devo dizer que está fazendo-me perguntas enquanto historiador mas sobre o futuro. Infelizmente, os historiadores sabem tanto sobre o futuro quanto qualquer outra pessoa. Por isso, as minhas previsões não são fundadas em nenhuma especial vocação que eu tenha para prever o futuro.
Tradução: Coletivo Vila Vudu


Camisinhas de quase 200 anos são encontrados na Espanha,

Do R7
Dois preservativos de quase 200 anos foram encontradas no Arquivo Nacional da Nobreza do Ministério da Cultura da Espanha, em Toledo. As duas camisinhas são de 1814 e foram feitas com couro de porco.

Segundo a diretora do arquivo, elas estavam em um pequeno envelope junto com documentos que um funcionário remetia a um duque. Ainda de acordo com ela, uma das camisinhas está nova, mas outra aparenta já ter sido usada.

Apesar de os preservativos terem quase 200 anos, eles não são os mais antigos do mundo. A invenção da camisinha é atribuída ao Egito Antigo.

sexta-feira, 17 de junho de 2011

Europa Implora por ajuda chinesa.



Preocupada, China diz que está disposta a ajudar a Europa 
Jamil Chade, de O Estado de S. Paulo


GENEBRA - Em meio ao caos político e econômico na Europa, a China anuncia que está disposta a ajudar o continente a superar sua crise da dívida. Na próxima semana, o primeiro-ministro chinês Wen Jiabao, fará uma turnê pela Europa e o mero anúncio de sua viagem já repercutiu de forma positiva nas bolsas, aliviando em parte a tensão da crise na Grécia diante dos rumores de que Pequim possa incrementar a compra de papéis da dívida da UE.

Na Europa, governos já abandonaram a diplomacia e passaram a fazer pedidos escancarados para que Pequim compre parte de suas dívidas. A China insiste que já comprou "bilhões de euros em dívida europeia".

O interesse por estabilizar a situação da Europa não é apenas dos governos do continente. A China tem hoje como maior destino de suas exportações justamente a Europa e quer uma garantia de expansão da economia da UE para manter suas vendas. Além disso, parte de suas reservas de US$ 3 trilhões estão em euros e uma queda da moeda europeia também significaria uma perda da reserva chinesa.

No início do ano, Wen esteve já na França, Portugal e Espanha, indicando que Pequim estava comprometida a "fazer sua parte" para ajudar os governos europeus a superar sua crise da dívida. Agora, visitará a Alemanha e o Reino Unido, além da Hungria, que preside a UE.

Em todas as etapas de sua viagem, Wen estará confrontado pelo interesse dos europeus de que parte da dívida soberana dos países em dificuldade seja adquirida pelos fundos chineses, que se acumulam nos cofres do estado.

Em resposta à situação na Grécia, o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Hong Lei, confirmou o interesse de Pequim em achar uma solução. " Esperamos que a Grécia, a UE e a comunidade internacional possam cooperar para atingir uma estabilidade ", disse. " Estamos confiantes de que zona do euro voltará a ter um crescimento sustentável ", disse.


Leia em: O Esquerdopata: Europa implora por ajuda chinesa
Under Creative Commons License: Attribution

quinta-feira, 16 de junho de 2011

Bolsonaro diz que Hidrelétrica de Itaipu foi feita como possível arma para inundar a Argentina

As golfadas de Bolsonaro.

O deputado Jair Bolsonora defende abertamente o período de ditadura militar.
Ele se juntou aos senadores Fernando Collor de Mello e José Sarney na defesa do sigilo elerno dos documentos secretos do governo brasileiro.
Mas o ex-capitão do Exército brasileiro apresenta um argumento que até agora ninguém ousou usar.
Segundo Bolsonaro, o rompimento dos sigilos pode revelar, por exemplo, que o Brasil construiu a hidrelétrica de Itaipu não só para obter energia, mas também com intenções bélicas contra a Argentina: o rompimento das comportas da usina serviria para inundar boa parte do país vizinho.
Acredite, ele disse isto, ao vivo e a cores, em entrevista ao Poder Online:



Fonte:http://mariadapenhaneles.blogspot.com/

Italiano "encontra" rosto de Gandhi em Marte.

 Os entusiastas do novo serviço on-line Google Mars estão se ocupando com as imagens do planeta vermelho disponíveis no site. A nova "descoberta" é um rosto que lembra ao do líder pacifista Mahatma Gandhi.

Não é a primeira vez que imagens como essas, que seriam indícios de vida inteligente extraterrestre, são vistos em Marte. O assunto que já rendeu diversos livros nas últimas décadas.
A localização do que seria o rosto de Gandhi é de autoria de um italiano, Matteo Ianneo. Ele diz ter também identificado vegetação, entradas de túneis subterrâneos e ruínas de uma cidade.
"Sinais" da existência de uma civilização extraterrestre, que teria habitado Marte em algum momento do passado, não são nenhuma novidade.
Alguns até se tornaram famosos no mundo todo, como os canais vistos na superfície marciana, que teriam sido construídos por uma civilização já extinta.
Outro exemplo é a face de Marte, em voga durante os anos 70. Imagens da sonda Viking 1, que fotografou o planeta, confirmaram que o rosto misterioso em solo marciano era, na verdade, uma ilusão de ótica provocada por uma colina comum. O de Gandhi provavelmente deve se enquadrar na mesma categoria.




terça-feira, 14 de junho de 2011

Dilma deu a volta por cima e foi aprovada.


Deu no blog 

A mídia hegemônica brasileira parece não aprender com sua própria experiência e, muitas vezes, se surpreende com os resultados de seus “feitos”. A divulgação, no domingo (12), da pesquisa feita pela Datafolha sobre o governo Dilma Rousseff é um desses momentos, como a manchete de capa da Folha de S. Paulo demonstrou: ”Dilma mantém aprovação apesar de Palocci e inflação”.

A manchete demonstrou algo entre inconformismo e surpresa ante os resultados apresentados pelo Datafolha. Os dados são inequívocos. A presidente Dilma Rousseff tem 87% de aprovação popular (a soma dos itens ótimo, bom e regular); uma outra forma de ver também ilustra o alto apreço que os brasileiros têm pela presidente: a diferença entre os 49% que acham o governo ótimo ou bom e os 10% que o avaliam com ruim ou péssimo são consagradores 39% percentuais favoráveis à chefe do Executivo.

A mídia conservadora bem que tentou e nas últimas semanas bateu duro no governo tendo como pretexto os negócios particulares do então ministro Antonio Palocci e, depois, insinuando uma dependência de Dilma em relação ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Não deu certo.

O ex-ministro merece toda reprovação. E já foi tarde. Mas em relação à sua figura, a pesquisa mostrou que a maioria dos brasileiros conhece o caso mas ele não afeta a boa imagem de Dilma. Em relação a Lula, foi pior para a mídia patronal: 64% dos brasileiros (quase dois terços dos consultados) aceitariam a participação do ex-presidente nas decisões da atual mandatária.


Mas a postura de Lula em relação à sua sucessora, e isso todo mundo sabe e percebe, tem sido de prudência, discrição e distância. E Dilma, por sua vez, tem demonstrado no exercício do governo a firmeza que a mídia e os conservadores duvidaram que teria. As decisões de governo que tem tomado demonstram isso, um estilo próprio e uma maneira pessoal de conduzir o governo, assim como as relações com as demais forças sociais e políticas, a partir da base aliada.

Diante do assédio contra Palocci, Dilma tomou a decisão que tinha que tomar e trocou a coordenação política de seu governo, substituindo-o por uma dupla feminina inesperada para os analistas conservadores – as novas ministras Gleisi Hoffmann, que ocupou a vaga deixada por Palocci na Casa Civil, e Ideli Salvatti, a nova titular das Relações Institucionais, que cuidará a partir de agora das relações entre o governo e o mundo político.

Talvez houvesse, no fundo do coração conservador, a esperança de uma saída conservadora, à direita, para a crise que eles criaram, cujo alvo não era Antonio Palocci mas a própria presidente da República. Não deu certo e a saída adotada pela mandatária aponta em outra direção, a do fortalecimento dos setores mais desenvolvimentistas do governo. Ponto negativo para a mídia e para os conservadores.

Dilma chamou para si também a linha de frente da articulação política, trazendo duas auxiliares dotadas de características semelhantes a ela própria (daí o mantra que a mídia passou a entoar, chamando Gleisi de “Dilma da Dilma”). Para surpresa e mesmo desapontamento dos conservadores, a presidente não vacilou em demitir aquele que era tido, desde o início de seu mandato, como o “superministro”, esvaziando a crise.

Esta resposta rápida pode ser entendida também como um aprendizado da crise de 2005. O governo não pode e não quer perder tempo – este é o recado dado. O que a mídia conservadora ainda não percebeu é aquilo que ficou registrado na pesquisa do Datafolha: Dilma tem apoio popular para agir. E demonstrou que tem vontade e disposição para corresponder a esse apoio.Editorial do Portal Vermelho

quinta-feira, 9 de junho de 2011

Maria cheia de graça.


A realidade social colombiana é retratada neste filme através do relato de uma vida, a de Maria, que poderia ser a de muitos jovens colombianos que, perante a situação do país, procuram desesperadamente fugir da miséria em que se enterram. Maria Alvarez é uma adolescente de 17 anos, moradora dos arredores de Bogotá, que exerce um trabalho perigoso e mal-pago, cortando os galhos espinhosos de uma plantação de rosas. Prisioneira do mesmo destino das últimas três gerações de sua família, ela não pensa em outra coisa que mudar de vida. Não pode, entretanto, largar este emprego, porque sua sobrevivência e a de seus parentes depende de seu salário. Um dia, ela conhece Franklin, rapaz de fala macia que lhe faz uma proposta tentadora: ganhar um bom dinheiro e viajar. Na verdade, esta viagem acarreta que a menina se transforme numa “mula”, contrabandeando heroína para os EUA, escondida em cápsulas que ela deve levar dentro do próprio estômago.

Catalina Sandino Moreno, a actriz de 23 anos que dá corpo a Maria, é a grande revelação do filme. A expressividade, calma e equilíbrio que conseguiu emprestar a esta personagem valeram-lhe já vários louvores. A Los Angeles Film Critics Association considerou-a a actriz da nova geração, enquanto que a Chicago Film Critics e a IFP Gotham Awards foram unânimes em classificá-la como a estreante mais promissora.

Também Joshua Marston, foi considerado a revelação em realização pela Los Angeles Film Critics Association, IFP Gotham Awards e pela New York Film Critics Online. Fazer um filme sobre esta temática sem cair no melodrama ou em falsos moralismos não é tarefa fácil mas Marston consegue-o com uma história pungente e interpretações convincentes, sóbrias e contidas. Estes são alguns dos factores que ajudam a explicar o facto de este filme ser um verdadeiro fenómeno, em termos de crítica. A Independent Spirit Awards nomeou-o para cinco categorias diferentes: Melhor Filme, Melhor Realizador (Joshua Marston), Melhor Primeiro Argumento (Joshua Marston), Melhor Actriz (Catalina Sandino Moreno), Melhor Actriz Secundária (Yenny Paola Veja).

''Maria Cheia de Graça'' foi ainda o vencedor de Melhor Primeiro Filme (Toronto Film Critics, New York Film Critics Circle), Melhor Filme Estrangeiro (Washington Film Critics, Southeastern Film Critics, San Francisco Film Critics Circle) e ainda Filme do Ano 2004 (pela Selecção Oficial do American Film Institute).

Gleisi Hoffmann"!!!

Eu mais Gleisi.
Ministra da Casa civil no Governo Dilma. He He.

segunda-feira, 6 de junho de 2011

TELEGRAMA BÍBLICO.

 Conta-se que dois missionários irmãos de sangue andavam juntos pelo mundo trabalhando a serviço do evangelho. Certa vez viajando a bordo de um cruzeiro marítimo os dois seguiriam viagem para um lugarejo distante onde iriam fazer uma parada de alguns dias. 
O missionário mais velho recordou que nesta localidade para onde eles seguiam, vivia uma velha tia materna que a anos não a via. Desejoso por rever a tia já idosa, o missionário foi até ao correio do cais onde estavam ancorados e lá o experiente sacerdote decidiu enviar um telegrama para antecipar a notícia da visita que fariam para velha e estimada tia materna.

Por ter pouco dinheiro e o telegrama não ficar extenso e caro, o missionário escreveu e enviou  tão somente o capítulo e o versículo de uma citação bíblica:

 “Segunda epístola de João versículos 12 – 13”.

Sabedor da religiosidade de sua tia materna, o pastor missionário sabia que assim que a boa velha recebesse o telegrama escrito pelos dois sobrinhos, ela iria recorrer à bíblia para saber o que estavam querendo dizer.

E assim aconteceu. Ao receber a missiva em nome dos dois sobrinhos missionários, a velha senhora leu o conteúdo que dizia:

 “Segunda epístola de João versículos 12 – 13”. 

Imediatamente, a velha religiosa tia dos missionários, pegou a bíblia para saber o que  significava a citação enviada pelos seus sobrinhos.

Ao abrir a bíblia na citação indicada, a anciã ficou ciente da surpresa que lhe esperava. Na segunda epístola de João 12 – 13 está escrito:

"Tendo muito que escrever-vos, não quis fazê-lo com papel e tinta; mas espero ir ter convosco e falarmos de viva voz, para que o nosso gozo seja completo.

Saúdam-te os filhos de tua irmã, a eleita".

Autor desconhecido.

Mateus brandão de Souza, graduado em história pela FAFIPA.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...