APRESENTADO A COMARCA PARA O MUNDO E O MUNDO PARA A COMARCA

TEMOS O APOIO DE INFOMANIA SOLUÇÕES EM INFORMÁTICA Fones 9986 1218 - 3432 1208 - AUTO-MECÂNICA IDEAL FONE 3432-1791 - 9916-5789 - 9853-1862 - NOVA ÓTICA Fone (44) 3432 -2305 Cel (44) 8817- 4769 Av. Londrina, 935 - Nova Londrina/PR - VOCÊ É BONITA? VENHA SER A PRÓXIMA BELA DA SEMANA - Já passaram por aqui: CARLA LETICIA - FLAVIA JORDANI - VIVANE RODRIGUES - LETICIA PIVA - GEOVANNA LIMA - NAIELY RAYSSA - BIANCA LIMA - VITÓRIA SOUZA - KAROLAINE SOUZA - JESSICA LAIANE - VIVIANE RODRIGUES - LETICIA LIMA - MILANE SANTOS - CATY SAMPAIO - YSABELY MEGA - LARISSA SANTANA - RAYLLA CHRISTINA - THELMA SANTOS - ALYNE FERNANDES - ALESSA LOPES - JOYCE DOMINGUES - LAIS BARBOSA PARRA - LÉINHA TEIXEIRA - LARISA GABRIELLY - BEATRIZ FERNANDES - ALINE FERNANDA - VIVIANE GONÇALVES - MICAELA CRISTINA - MONICA OLIVEIRA- SUELEN SLAVIERO - ROSIMARA BARBOSA - CAMILA ALVES - LAIZA CARLA SANTOS - IZADORA SOARES - NATHÁLIA TIETZ - AMANDA SANTOS - JAQUELINE ACOSTA - NAJLA ANTONZUK - NATYELI NEVES - LARISSA GARCIA - SUZANA NICOLINI - ANNA FLÁVIA - LUANA MAÍSA - MILENA AMÂNCIO - LAURA SALVATE - IASMYN GOMES - FRANCIELLY KOGLER - LIDIANE TRAVASSOS - PATTY NAYRIANE - ELLYN FONSECA - BEATRIZ MENDONÇA - TAYSA SILVA - MARIELLA PAOLA - MARY FERNANDES - DANIELLE MEIRA - *Thays e Thamirys - ELLEN SOARES - DARLENE SOARES - MILENA RILANI - ISTEFANY GARCIA - ARYY SILVA - ARIANE SILVA - MAYARA TEIXEIRA - MAYARA TAKATA - PAOLA ALVES - MORGANA VIOLIM - MAIQUELE VITALINO - BRENDA PIVA - ESTEFANNY CUSTÓDIO - ELENI FERREIRA - GIOVANA LIMA - GIOVANA NICOLINI - EVELLIN MARIA - LOHAINNE GONÇALVES - FRANCIELE ALMEIDA - LOANA XAVIER - JOSIANE MEDEIROS - GABRIELA CRUZ- KARINA SPOTTI - TÂNIA OLIVEIRA - RENATA LETÍCIA - TALITA FERNANDA - JADE CAROLINA - TAYNÁ MEDEIROS - BEATRIZ FONTES - LETYCIA MEDEIROS - MARYANA FREITAS - THAYLA BUGADÃO NAVARRO - LETÍCIA MENEGUETTI - STEFANI ALVES - CINDEL LIBERATO - RAFA REIS - BEATRYZ PECINI - IZABELLY PECINI - THAIS BARBOSA - MICHELE CECCATTO - JOICE MARIANO - LOREN ZAGATI - GRAISELE BERNUSSO - RAFAELA RAYSSA - LUUH XAVIER - SARAH CRISTINA - YANNA LEAL - LAURA ARAÚJO TROIAN - GIOVANNA MONTEIRO DA SILVA - PRISCILLA MARTINS RIL - GABRIELLA MENEGUETTI JASPER - MARIA HELLOISA VIDAL SAMPAIO - HELOÍSA MONTE - DAYARA GEOVANA - ADRIANA SANTOS - EDILAINE VAZ - THAYS FERNANDA - CAMILA COSTA - JULIANA BONFIM - MILENA LIMA - DYOVANA PEREZ - JULIANA SOUZA - JESSICA BORÉGIO - JHENIFER GARBELINI - DAYARA CALHEIROS - ALINE PEREIRA - ISABELA AGUIRRE - ANDRÉIA PEREIRA - MILLA RUAS - MARIA FERNANDA COCULO - FRANCIELLE OLIVEIRA - DEBORA RIBAS - CIRLENE BARBERO - BIA SLAVIERO - SYNTHIA GEHRING - JULIANE VIEIRA - DUDA MARTINS - GISELI RUAS - DÉBORA BÁLICO - JUUH XAVIER - POLLY SANTOS - BRUNA MODESTO - GIOVANA LIMA - VICTÓRIA RONCHI - THANYA SILVEIRA - ALÉKSIA LAUREN - DHENISY BARBOSA - POLIANA SENSON - LAURA TRIZZ - FRANCIELLY CORDEIRO - LUANA NAVARRO - RHAYRA RODRIGUES - LARISSA PASCHOALLETO - ALLANA BEATRIZ - WANDERLÉIA TEIXEIRA CAMPOS - BRUNA DONATO - VERÔNICA FREITAS - SIBELY MARTELLO - MARCELA PIMENTEL - SILVIA COSTA - JHENIFER TRIZE - LETÍCIA CARLA -FERNANDA MORETTI - DANIELA SILVA - NATY MARTINS - NAYARA RODRIGUES - STEPHANY CALDEIRA - VITÓRIA CEZERINO - TAMIRES FONTES - ARIANE ROSSIN - ARIANNY PATRICIA - SIMONE RAIANE - ALÉXIA ALENCAR - VANESSA SOUZA - DAYANI CRISTINA - TAYNARA VIANNA - PRISCILA GEIZA - PATRÍCIA BUENO - ISABELA ROMAN - RARYSSA EVARISTO - MILEIDE MARTINS - RENATHA SOLOVIOFF - BEATRIZ DOURADO - NATALIA LISBOA - ADRIANA DIAS - SOLANGE FREITAS - LUANA RIBEIRO - YARA ROCHA - IDAMARA IASKIO - CAMILA XAVIER - BIA VIEIRA - JESSICA RODRIGUES - AMANDA GABRIELLI - BARBARA OLIVEIRA - VITORIA NERES - JAQUE SANTOS - KATIA LIMA - ARIELA LIMA - MARIA FERNANDA FRANCISQUETI - LARA E LARISSA RAVÃ MATARUCO - THATY ALVES - RAFAELA VICENTIN - ESTELLA CHIAMULERA - KATHY LOPES - LETICIA CAVALCANTE PISCITELI - VANUSA SANTOS - ROSIANE BARILLE - NATHÁLIA SORRILHA - LILA LOPES - PRISCILA LUKA - SAMARA ALVES - JANIELLY BOTA - ELAINE LEITE CAVALCANTE - INGRID ZAMPOLLO - DEBORA MANGANELLI - MARYHANNE MAZZOTTI - ROSANI GUEDES - JOICE RUMACHELLA - DAIANA DELVECHIO - KAREN GONGORA - FERNANDA HENRIQUE - KAROLAYNE NEVES TOMAS - KAHENA CHIAMULERA - MACLAINE SILVÉRIO BRANDÃO - IRENE MARY - GABRIELLA AZEVEDO - LUANA TALARICO - LARISSA TALARICO - ISA MARIANO - LEIDIANE CARDOSO - TAMIRES MONÇÃO - ALANA ISABEL - THALIA COSTA - ISABELLA PATRICIO - VICTHORIA AMARAL - BRUNA LIMA - ROSIANE SANTOS - LUANA STEINER - SIMONE OLIVEIRA CUSTÓDIO - MARIELLE DE SÁ - GISLAINE REGINA - DÉBORA ALMEIDA - KIMBERLY SANTOS - ISADORA BORGHI - JULIANA GESLIN - BRUNA SOARES - POLIANA PAZ BALIEIRO - GABRIELA ALVES - MAYME SLAVIERO - GABRIELA GEHRING - LUANA ANTUNES - KETELEN DAIANA - PAOLLA NOGUEIRA - POLIANY FERREIRA DOS ANOS - LUANA DE MORAES - EDILAINE TORRES - DANIELI SCOTTA - JORDANA HADDAD - WINY GONSALVES - THAÍSLA NEVES - ÉRICA LIMA CABRAL - ALEXIA BECKER - RAFAELA MANGANELLI - CAROL LUCENA - KLAU PALAGANO - ELISANDRA TORRES - WALLINA MAIA - JOYCE SAMARA - BIANCA GARCIA - SUELEN CAROLINE - DANIELLE MANGANELLI - FERNANDA HARUE - YARA ALMEIDA - MAYARA FREITAS - PRISCILLA PALMA - LAHOANA MOARAES - FHYAMA REIS - KAMILA PASQUINI - SANDY RIBEIRO - MAPHOLE MENENGOLO - TAYNARA GABELINI - DEBORA MARRETA - JESSICA LAIANE - BEATRIS LOUREIRO - RAFA GEHRING - JOCASTA THAIS - AMANDA BIA - VIVIAN BUBLITZ - THAIS BOITO - SAMIA LOPES - BRUNA PALMA - ALINE MILLER - CLEMER COSTA - LUIZA DANIARA – ANA CLAUDIA PICHITELLI – CAMILA BISSONI – ERICA SANTANA - KAROL SOARES - NATALIA CECOTE - MAYARA DOURADO - LUANA COSTA - ANA LUIZA VEIT - CRIS LAZARINI - LARISSA SORRILHA - ROBERTA CARMO - IULY MOTA - KAMILA ALVES - LOISLENE CRISTINA - THAIS THAINÁ - PAMELA LOPES - ISABELI ROSINSKI - GABRIELA SLAVIERO - LIARA CAIRES - FLÁVIA OLIVEIRA - GRAZI MOREIRA - JESSICA SABRINNI - RENATA SILVA -SABRINA SCHERER - AMANDA NATALIÊ - JESSICA LAVRATE - ANA PAULA WESTERKAMP- RENATA DANIELI - GISELLY RUIZ - ENDIARA RIZZO - *DAIANY E DHENISY BARBOSA - KETLY MILLENA - MICHELLE ENUMO - ISADORA GIMENES - GABRIELA DARIENSO - MILENA PILEGI - TAMIRES ONISHI - EVELIN FEROLDI - ELISANGELA SILVA - PAULA FONTANA CAVAZIM - ANNE DAL PRÁ - POLLIANA OGIBOWISKI - CAMILA MELLO - PATRICIA LAURENTINO - FLOR CAPELOSSI - TAMIRES PICCOLI - KATIELLY DA MATTA - BIANCA DONATO - CATIELE XAVIER - JACKELINE MARQUES - CAROL MAZZOTTI - DANDHARA JORDANA - BRENDA GREGÓRIO - DUDA LOPES - MILENA GUILHEN - MAYARA GREGÓRIO - BRUNA BOITO - BETHÂNIA PEREIRA - ARIELLI SCARPINI - CAROL VAZ - GISELY TIEMY -THAIS BISSONI - MARIANA OLIVEIRA - GABRIELA BOITO - LEYLLA NASCIMENTO - JULIANA LUCENA- KRISTAL ZILIO - RAFAELA HERRERA - THAYANA CRISTINA VAZ - TATIANE MONGELESKI - NAYARA KIMURA - HEGILLY CORREIA MIILLER - FRANCIELI DE SANTI - PAULA MARUCHI FÁVERO - THAÍS CAROLINY - IASMIM PAIVA - ALYNE SLAVIERO - ISABELLA MELQUÍADES - ISABELA PICOLLI - AMANDA MENDES - LARISSA RAYRA - FERNANDA BOITO - EMILLY IZA - BIA MAZZOTTI - LETICIA PAIVA - PAOLA SLAVIERO - DAIANA PISCITELLE - ANGELINA BOITO - TALITA SANTOS Estamos ha 07 anos no ar - Mais de 700 acessos por dia, mais de um milhão de visualizações - http://mateusbrandodesouza.blogspot.com.br/- Obrigado por estar aqui, continue com a gente

segunda-feira, 24 de setembro de 2018

Neruda, o poeta que cantou a identidade latino-americana

Há 45 anos, a América Latina perdia um de seus maiores escritores: o chileno Pablo Neruda (1904 - 1973). Amigo pessoal de Salvador Allende, presidente do Chile que promoveu transformações sociais no país na década de 1970 e foi deposto por um golpe militar, Neruda é reconhecido como um dos poetas mais relevantes do século 20. Não por acaso, recebeu o Prêmio Nobel de literatura em 1971.

Neruda e Allende

Por Mayara Paixão

Para um país no qual a memória histórica é algo sagrado, o Chile guarda viva a presença de Neruda, como conta Franco López, chileno há oito anos no Brasil e pesquisador em América Latina: "Neruda é uma referência para qualquer chileno, algo que você vai aprender desde pequeno. Qualquer criança com cinco, seis anos no colégio vai estar recitando um poema de Neruda, vai conhecer a poesia e faz parte da nossa memória histórica".

Até hoje, a causa de sua morte não é certa. Ele morreu doze dias após o processo de golpe dos militares. A versão oficial alega que tenha sido causa natural, em decorrência de um câncer de próstata que o poeta carregava. Para muitos chilenos, porém, permanece a ideia de que ele foi envenenado pela ditadura neoliberal de Augusto Pinochet. Seu corpo já foi exumado quatro vezes.
Durante sua militância política, Neruda compôs a chamada ‘Geração de 1938’ e integrou as fileiras do Partido Comunista, em busca de uma sociedade mais justa e que conseguisse fazer uma transição para o regime socialista. Poeta engajado, muitos mitos também foram criados em torno de seu trabalho. Um deles se refere à participação do chileno no chamado Realismo Socialista, corrente artística da então União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS) entre as décadas de 1930 e 1960.

O pesquisador em literaturas hispânicas e assistente de pesquisa na Yale University (EUA), Gabriel Lima, explica, apesar da comum associação, ela não é correta. "Neruda, já nos anos 60, fez um balanço crítico das atividades do stalinismo na União Soviética e sempre se colocou contra a doutrina do realismo socialista que preconizava uma utilização da arte como forma de propaganda política", conta.

Amor e política

Neruda é muito conhecido por suas obras que versavam sobre o amor, mas, seu trabalho vai além disso. Em uma época na qual a literatura sul-americana ainda era marcada por muitos regionalismos, ele demonstra um conhecimento grande sobre a poesia europeia e ajuda na renovação do verso na América Latina. Sua obra é dividida entre o amor e a política.

"Ele participa de um processo de construção da identidade latino-americana que vai ser fundamental para todos os escritores que virão depois", explica Lima.

Uma de suas obras mais conhecidas é Canto Geral, publicada em 1950 e escrita em meio a Guerra Fria e um contexto de perseguição aos comunistas em diversos países, inclusive no Chile. "Nela, ele canta o Partido Comunista chileno, a luta dos trabalhadores espanhóis, a Revolução Russa e inúmeros processos de luta popular na América Latina, então diria que essa é a obra mais importante do ponto de vista político e literário".

Contradições

Assim como muitos escritores brasileiros, Neruda também é apontado por carregar contradições em sua obra. Uma das principais delas diz respeito às mulheres e a forma como são abordadas nos seus escritos. São versos como:

Corpo de mulher, brancas colinas, coxas brancas,

pareces-te com o mundo na tua atitude de entrega.

O meu corpo de lavrador selvagem escava em ti

e faz saltar o filho do mais fundo da terra.

Trecho do poema "Canto de mulher" (1924)

Desde a década de 1990, porém, a crítica literária acompanha os avanços da sociedade e tem se preocupado, cada vez mais, com questões ligadas às mulheres.

"A crítica aponta uma certa idealização excessiva da figura da mulher e uma delegação à mulher do prazer sexual do homem, a atribuição a mulher de papeis que sejam mais significativamente ligados ao prazer sexual do que outra coisa. Existem esses aspectos problemáticos na poesia dele, o que hoje vem sendo discutido como na obra de muitos escritores. A gente sabe que todos os seres humanos são repletos de contradições.

Legado

Lado a lado com suas contradições, Pablo Neruda deixou mais do que uma herança intelectual para a literatura latino-americana. Aos amantes de sua obra, ou admiradores de sua trajetória profissional, a afirmação de que as sociedades atuais têm muito a aprender com seu legado é comum.

"Fica o legado do Neruda tanto quanto ativista político quanto como poeta para todos nós que hoje estamos enfrentando processos de crescimento do ódio na América Latina, de ameaças, de governos antidemocráticos. Neruda, pouco antes de morrer, escreveu "Yo no voy a morirme, salgo ahora, en este dia lleno de volcanes, hacia la multitud, hacia la vida" (saio do meu leito para a vida, para as multidões)", opina Lima.

O chileno Franco López também relembra a atualidade de Neruda. "É alguém que sempre está presente, que eu particularmente identificaria como um latino-americanista. Tem um poema muito interessante que, a partir da chegada de Hugo Chávez no poder, diz que a cada cem anos Simón Bolivar renasce nos povos."

Hoje, o Chile, assim como outros países da América Latina, vive uma onda conservadora sob o governo de Sebastián Piñera. Político de centro-direita, ele interrompeu uma trajetória de dez anos de governos progressistas no país.

Simón Bolívar, citado no poema de Neruda, foi um chefe político e militar líder das revoluções que levaram à independência de países como Venezuela, Peru e Bolívia, ficamos com a esperança do poeta: “Desperto a cada cem anos quando desperta o povo.”

Fonte: Brasil de Fato

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...