APRESENTADO A COMARCA PARA O MUNDO E O MUNDO PARA A COMARCA

TEMOS O APOIO DE INFOMANIA SOLUÇÕES EM INFORMÁTICA Fones 9986 1218 - 3432 1208 - AUTO-MECÂNICA IDEAL FONE 3432-1791 - 9916-5789 - 9853-1862 - JOALHERIA OURO BRANCO 44 9839-3200 - NOVA ÓTICA Fone (44) 3432 -2305 Cel (44) 8817- 4769 Av. Londrina, 935 - Nova Londrina/PR - VOCÊ É BONITA? VENHA SER A PRÓXIMA BELA DA SEMANA - Já passaram por aqui: MORGANA VIOLIM - MAIQUELE VITALINO - BRENDA PIVA - ESTEFANNY CUSTÓDIO - ELENI FERREIRA - GIOVANA lIMA - GIOVANA NICOLINI - EVELLIN MARIA - LOHAINNE GONÇALVES - FRANCIELE ALMEIDA - LOANA XAVIER - GABRIELA CRUZ- KARINA SPOTTI - TÂNIA OLIVEIRA - RENATA LETÍCIA - TALITA FERNANDA - JADE CAROLINA - TAYNÁ MEDEIROS - BEATRIZ FONTES - LETYCIA MEDEIROS - MARYANA FREITAS - THAYLA BUGADÃO NAVARRO - LETÍCIA MENEGUETTI - STEFANI ALVES - CINDEL LIBERATO - RAFA-REIS - BEATRYZ PECINI - IZABELLY PECINI - THAIS BARBOSA - MICHELE CECCATTO - JOICE MARIANO - LOREN ZAGATI - GISELE BERNUSSO - RAFAELA RAYSSA - LUUH XAVIER - SARAH CRISTINA - YANNA LEAL - LAURA ARAÚJO TROIAN - GIOVANNA MONTEIRO DA SILVA - PRISCILLA MARTINS RIL - GABRIELLA MENEGUETTI JASPER - MARIA HELLOISA VIDAL SAMPAIO - HELOÍSA MONTE - DAYARA GEOVANA - ADRIANA SANTOS - EDILAINE VAZ - THAYS FERNANDA - CAMILA COSTA - JULIANA BONFIM - MILENA LIMA - DYOVANA PEREZ - JULIANA SOUZA - JESSICA BORÉGIO - JHENIFER GARBELINI - DAYARA CALHEIROS - ALINE PEREIRA - ISABELA AGUIRRE - ANDRÉIA PEREIRA - MILLA RUAS - MARIA FERNANDA COCULO - FRANCIELLE OLIVEIRA - DEBORA RIBAS - CIRLENE BARBERO - BIA SLAVIERO - SYNTHIA GEHRING - JULIANE VIEIRA - DUDA MARTINS - GISELI RUAS - DÉBORA BÁLICO - JUUH XAVIER - POLLY SANTOS - BRUNA MODESTO - GIOVANA LIMA - VICTÓRIA RONCHI - THANYA SILVEIRA - ALÉKSIA LAUREN - DHENISY BARBOSA - POLIANA SENSON - LAURA TRIZZ - FRANCIELLY CORDEIRO - LUANA NAVARRO - RHAYRA RODRIGUES - LARISSA PASCHOALLETO - ALLANA BEATRIZ - WANDERLÉIA TEIXEIRA CAMPOS - BRUNA DONATO - VERÔNICA FREITAS - SIBELY MARTELLO - MARCELA PIMENTEL - SILVIA COSTA - JHENIFER TRIZE - LETÍCIA CARLA -FERNANDA MORETTI - DANIELA SILVA - NATY MARTINS - NAYARA RODRIGUES - STEPHANY CALDEIRA - VITÓRIA CEZERINO - TAMIRES FONTES - ARIANE ROSSIN - ARIANNY PATRICIA - SIMONE RAIANE - ALÉXIA ALENCAR - VANESSA SOUZA - DAYANI CRISTINA - TAYNARA VIANNA - PRISCILA GEIZA - PATRÍCIA BUENO - ISABELA ROMAN - RARYSSA EVARISTO - MILEIDE MARTINS - RENATHA SOLOVIOFF - BEATRIZ DOURADO - NATALIA LISBOA - ADRIANA DIAS - SOLANGE FREITAS - LUANA RIBEIRO - YARA ROCHA - IDAMARA IASKIO - CAMILA XAVIER - BIA VIEIRA - JESSICA RODRIGUES - AMANDA GABRIELLI - BARBARA OLIVEIRA - VITORIA NERES - JAQUE SANTOS - KATIA LIMA - ARIELA LIMA - MARIA FERNANDA FRANCISQUETI - LARA E LARISSA RAVÃ MATARUCO - THATY ALVES - RAFAELA VICENTIN - ESTELLA CHIAMULERA - KATHY LOPES - LETICIA CAVALCANTE PISCITELI - VANUSA SANTOS - ROSIANE BARILLE - NATHÁLIA SORRILHA - LILA LOPES - PRISCILA LUKA - SAMARA ALVES - JANIELLY BOTA - ELAINE LEITE CAVALCANTE - INGRID ZAMPOLLO - DEBORA MANGANELLI - MARYHANNE MAZZOTTI - ROSANI GUEDES - JOICE RUMACHELLA - DAIANA DELVECHIO - KAREN GONGORA - FERNANDA HENRIQUE - KAROLAYNE NEVES TOMAS - KAHENA CHIAMULERA - MACLAINE SILVÉRIO BRANDÃO - IRENE MARY - GABRIELLA AZEVEDO - LUANA TALARICO - LARISSA TALARICO - ISA MARIANO - LEIDIANE CARDOSO - TAMIRES MONÇÃO - ALANA ISABEL - THALIA COSTA - ISABELLA PATRICIO - VICTHORIA AMARAL - BRUNA LIMA - ROSIANE SANTOS - LUANA STEINER - SIMONE OLIVEIRA CUSTÓDIO - MARIELLE DE SÁ - GISLAINE REGINA - DÉBORA ALMEIDA - KIMBERLY SANTOS - ISADORA BORGHI - JULIANA GESLIN - BRUNA SOARES - POLIANA PAZ BALIEIRO - GABRIELA ALVES - MAYME SLAVIERO - GABRIELA GEHRING - LUANA ANTUNES - KETELEN DAIANA - PAOLLA NOGUEIRA - POLIANY FERREIRA DOS ANOS - LUANA DE MORAES - EDILAINE TORRES - DANIELI SCOTTA - JORDANA HADDAD - WINY GONSALVES - THAÍSLA NEVES - ÉRICA LIMA CABRAL - ALEXIA BECKER - RAFAELA MANGANELLI - CAROL LUCENA - KLAU PALAGANO - ELISANDRA TORRES - WALLINA MAIA - JOYCE SAMARA - BIANCA GARCIA - SUELEN CAROLINE - DANIELLE MANGANELLI - FERNANDA HARUE - YARA ALMEIDA - MAYARA FREITAS - PRISCILLA PALMA - LAHOANA MOARAES - FHYAMA REIS - KAMILA PASQUINI - SANDY RIBEIRO - MAPHOLE MENENGOLO - TAYNARA GABELINI - DEBORA MARRETA - JESSICA LAIANE - BEATRIS LOUREIRO - RAFA GEHRING - JOCASTA THAIS - AMANDA BIA - VIVIAN BUBLITZ - THAIS BOITO - SAMIA LOPES - BRUNA PALMA - ALINE MILLER - CLEMER COSTA - LUIZA DANIARA – ANA CLAUDIA PICHITELLI – CAMILA BISSONI – ERICA SANTANA - KAROL SOARES - NATALIA CECOTE - MAYARA DOURADO - LUANA COSTA - ANA LUIZA VEIT - CRIS LAZARINI - LARISSA SORRILHA - ROBERTA CARMO - IULY MOTA - KAMILA ALVES - LOISLENE CRISTINA - THAIS THAINÁ - PAMELA LOPES - ISABELI ROSINSKI - GABRIELA SLAVIERO - LIARA CAIRES - FLÁVIA OLIVEIRA - GRAZI MOREIRA - JESSICA SABRINNI - RENATA SILVA -SABRINA SCHERER - AMANDA NATALIÊ - JESSICA LAVRATE - ANA PAULA WESTERKAMP- RENATA DANIELI - GISELLY RUIZ - ENDIARA RIZZO - *DAIANY E DHENISY BARBOSA - KETLY MILLENA - MICHELLE ENUMO - ISADORA GIMENES - GABRIELA DARIENSO - MILENA PILEGI - TAMIRES ONISHI - EVELIN FEROLDI - ELISANGELA SILVA - PAULA FONTANA CAVAZIM - ANNE DAL PRÁ - POLLIANA OGIBOWISKI - CAMILA MELLO - PATRICIA LAURENTINO - FLOR CAPELOSSI - TAMIRES PICCOLI - KATIELLY DA MATTA - BIANCA DONATO - CATIELE XAVIER - JACKELINE MARQUES - CAROL MAZZOTTI - DANDHARA JORDANA - BRENDA GREGÓRIO - DUDA LOPES - MILENA GUILHEN - MAYARA GREGÓRIO - BRUNA BOITO - BETHÂNIA PEREIRA - ARIELLI SCARPINI - CAROL VAZ - GISELY TIEMY -THAIS BISSONI - MARIANA OLIVEIRA - GABRIELA BOITO - LEYLLA NASCIMENTO - JULIANA LUCENA- KRISTAL ZILIO - RAFAELA HERRERA - THAYANA CRISTINA VAZ - TATIANE MONGELESKI - NAYARA KIMURA - HEGILLY CORREIA MIILLER - FRANCIELI DE SANTI - PAULA MARUCHI FÁVERO - THAÍS CAROLINY - IASMIM PAIVA - ALYNE SLAVIERO - ISABELLA MELQUÍADE - ISABELA PICOLLI - AMANDA MENDES - LARISSA RAYRA - FERNANDA BOITO - EMILLY IZA - BIA MAZZOTTI - LETICIA PAIVA - PAOLA SLAVIERO - DAIANA PISCITELLE - ANGELINA BOITO - TALITA SANTOS Estamos ha 6 anos no ar - Mais de 700 acessos por dia, mais de um milhão de visualizações - http://mateusbrandodesouza.blogspot.com.br/- Obrigado por estar aqui, continue com a gente

quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

Camponesas e indígenas em luta no Paraguai

“No Paraguai temos um Estado terrorista que persegue as pessoas pelo simples fato de organizar-se. Não há redistribuição da riqueza e a pobreza extrema aumenta a cada dia”, denuncia Cony Oviedo, da Organização de Mulheres Camponesas e Indígenas (Conamuri), se somando à greve geral convocada pelas centrais sindicais e organizações estudantis, comunitárias e feministas para os próximos dias 21 e 22 de dezembro. Na mesma data estará ocorrendo em Assunção a Cúpula Social do Mercosul.


Por Leonardo Wexell Severo, de Assunção

Abaixo, a íntegra da entrevista:

Neste momento, qual é o inimigo comum dos movimentos sindical e social?
Enfrentamos um governo neoliberal que promove a privatização de todos os entes do Estado, atentando contra direitos humanos que deveria garantir, como a saúde e a educação. A falência no atendimento a estes setores, conforme o governo, se deve supostamente ao fato de o Estado não poder mais absorver os gastos, quando na realidade o povo paga por eles - e muito - seja em impostos diretos ou em indiretos, mesmo nos produtos da cesta básica. Enquanto isso, os grandes empresários não pagam. A proposta de colocar um imposto sobre a soja continua engavetada. Então vemos quem é que sustenta não só o Estado, como os pseudo representantes no parlamento e no executivo. Apesar disso, não recebemos nada em termos de saúde, educação ou trabalho. Não há qualquer contrapartida.

De que forma as leis da Aliança Público-Privada (APP) e Antiterrorista se complementam?
Além da lei da Aliança Público-Privada, com a qual querem privatizar todo o país, há a lei antiterrorista, para perseguir as organizações, criminalizando quem se mobiliza contra esse governo do presidente Horacio Cartes, claramente neoliberal, que promove a privatização de todas as esferas do Estado. Temos presos políticos em nosso país, como os de Curuguaty, há o caso dos seis de Tacumbú, todos coincidentemente encarcerados por lutar pela terra.

Há também inúmeras denúncias de abusos contra camponeses, pessoas que foram barbaramente torturadas ou assassinadas por militares, que são forças do Estado. Então não estamos falando de coisas inexistentes, há provas contundentes. Por mais que os meios massivos de comunicação e as estruturas governamentais busquem encobrir, nós dos movimentos sociais denunciamos através dos meios alternativos nacionais e internacionais, que são nossos aliados.

Contra que tipo de Estado vocês estão lutando no Paraguai?
No Paraguai temos um Estado terrorista que persegue as pessoas pelo simples fato de organizar-se. É um governo que não busca o desenvolvimento nacional, mas de empresários e “investidores” estrangeiros que levam o dinheiro da exploração da soja e da carne para outros países. Não há redistribuição da riqueza e a pobreza extrema aumenta a cada dia.

Recentemente houve um governo que adotava uma política que ia na contramão desta dependência, mas foi vítima de um golpe.

O governo de Fernando Lugo começou com políticas públicas de saúde, onde havia acesso a medicamentos, atenção médica, com o cidadão podendo fazer uma cirurgia. Hoje não existe absolutamente mais nada nos hospitais, é uma dor sentida todos os dias. Isso permite que o Partido Colorado (o mesmo do general Alfredo Stroessner, que infelicitou o país de 1954 a 1989 com apoio dos EUA) se aproveite do desespero das pessoas. E as pessoas acabam cedendo à chantagem do clientelismo por necessidade.

Na educação é a mesma coisa, também não há emprego nem moradia. Atualmente se busca expulsar os moradores das regiões periféricas, das zonas inundáveis, que ergueram escolas, centros comunitários e igrejas, pessoas que tornaram esses locais habitáveis. O Estado quer agora usar esses terrenos para a especulação imobiliária, para instalar maquilas (empresas que têm como marca o trabalho precário) e construir zonas turísticas. Então estas pessoas que passaram a viver aí após serem expulsas do campo, começam a ser novamente expulsas de suas casas.

E como agem as estruturais governamentais responsáveis pela área rural?
O ministério da Agricultura também não tem uma política para o campesinato ou para a comunidade indígena, nada sabe sobre as suas necessidades reais. Desde que iniciou o ano estão tentando mudar no parlamento a lei que altera a propriedade de terras indígenas. É um sinal de que a soja transgênica está se expandindo, como o extrativismo que significa mais expulsão de camponeses e indígenas. O eixo central, o problema paraguaio, é a má distribuição da terra.

O negócio de Cartes é produzir para exportação. Só 6% do que se produz em nosso país é para consumo interno. Dos 5,6 milhões de hectares para produção, 5,2 milhões são para exportação. Estes números demonstram qual é a política real deste governo. É uma mensagem que diz: vocês não podem viver no campo e também não podem viver na cidade. A mensagem final é: vocês não têm lugar neste país.

Isso explica a razão de tantos paraguaios terem de se mudar para o exterior...
Exatamente. A maioria da região de Caaguazu, por exemplo, está migrando para o Brasil, são jovens que vão encontrar trabalho precário na indústria têxtil. Ficam os avós e as crianças. Em Itapua, departamento que começa a plantação da soja transgênica, ocorre o mesmo, já não há jovens. Outro departamento é Alto Paraná, onde pelo contato com a fumigação de soja transgênica se multiplicam casos bastante graves de crianças nascidas com deficiência física ou mortas. O Ministério de Saúde fala de qualquer outra coisa, atribui a qualquer enfermidade, mas cala sobre os venenos jogados sobre as comunidades.

Em Itakyry estavam plantando soja a 50 metros de uma escola. Após a denúncia, a comunidade conseguiu que retrocedessem. Então o que ocorreu? A erva-mate nativa, cultivada pelas famílias, foi contaminada. A metade da produção deste ano se perdeu e, talvez, também a do próximo. Veja a gravidade, pois esta é uma erva-mate que brota sozinha. O que ocorre é que se destrói o meio ambiente, se contamina a água que muitos indígenas bebem. Há três meses morreu uma menina de 12 anos e suas duas irmãzinhas foram internadas com os mesmos sintomas.
O governo reconhece tais crimes?

Não. Disseram para a mãe que era pneumonia, mas há fotos das mãos, com feridas e queimaduras que saem na pele. São muitos os caos de má-formação. Mas não há estatísticas reais, embora muitos médicos tenham diagnosticado que existe obviamente uma relação com a fumigação. Há casos próximos a Ciudad del Este, na fronteira com o Brasil, que podem ser facilmente comprovados. Da nossa parte seguiremos resistindo a um modelo de exclusão e contaminação que está matando as comunidades, cortando seu sustento econômico e inviabilizando o país.

Via – Bog do Miro

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...