APRESENTADO A COMARCA PARA O MUNDO E O MUNDO PARA A COMARCA

TEMOS O APOIO DE INFOMANIA SOLUÇÕES EM INFORMÁTICA Fones 9986 1218 - 3432 1208 - AUTO-MECÂNICA IDEAL FONE 3432-1791 - 9916-5789 - 9853-1862 - NOVA ÓTICA Fone (44) 3432 -2305 Cel (44) 8817- 4769 Av. Londrina, 935 - Nova Londrina/PR - VOCÊ É BONITA? VENHA SER A PRÓXIMA BELA DA SEMANA - Já passaram por aqui: LIDIANE TRAVASSOS - PATTY NAYRIANE - ELLYN FONSECA - BEATRIZ MENDONÇA - TAYSA SILVA - MARIELLA PAOLA - MARY FERNANDES - DANIELLE MEIRA - *Thays e Thamirys - ELLEN SOARES - DARLENE SOARES - MILENA RILANI - ISTEFANY GARCIA - ARYY SILVA - ARIANE SILVA - MAYARA TEIXEIRA - MAYARA TAKATA - PAOLA ALVES - MORGANA VIOLIM - MAIQUELE VITALINO - BRENDA PIVA - ESTEFANNY CUSTÓDIO - ELENI FERREIRA - GIOVANA LIMA - GIOVANA NICOLINI - EVELLIN MARIA - LOHAINNE GONÇALVES - FRANCIELE ALMEIDA - LOANA XAVIER - JOSIANE MEDEIROS - GABRIELA CRUZ- KARINA SPOTTI - TÂNIA OLIVEIRA - RENATA LETÍCIA - TALITA FERNANDA - JADE CAROLINA - TAYNÁ MEDEIROS - BEATRIZ FONTES - LETYCIA MEDEIROS - MARYANA FREITAS - THAYLA BUGADÃO NAVARRO - LETÍCIA MENEGUETTI - STEFANI ALVES - CINDEL LIBERATO - RAFA REIS - BEATRYZ PECINI - IZABELLY PECINI - THAIS BARBOSA - MICHELE CECCATTO - JOICE MARIANO - LOREN ZAGATI - GISELE BERNUSSO - RAFAELA RAYSSA - LUUH XAVIER - SARAH CRISTINA - YANNA LEAL - LAURA ARAÚJO TROIAN - GIOVANNA MONTEIRO DA SILVA - PRISCILLA MARTINS RIL - GABRIELLA MENEGUETTI JASPER - MARIA HELLOISA VIDAL SAMPAIO - HELOÍSA MONTE - DAYARA GEOVANA - ADRIANA SANTOS - EDILAINE VAZ - THAYS FERNANDA - CAMILA COSTA - JULIANA BONFIM - MILENA LIMA - DYOVANA PEREZ - JULIANA SOUZA - JESSICA BORÉGIO - JHENIFER GARBELINI - DAYARA CALHEIROS - ALINE PEREIRA - ISABELA AGUIRRE - ANDRÉIA PEREIRA - MILLA RUAS - MARIA FERNANDA COCULO - FRANCIELLE OLIVEIRA - DEBORA RIBAS - CIRLENE BARBERO - BIA SLAVIERO - SYNTHIA GEHRING - JULIANE VIEIRA - DUDA MARTINS - GISELI RUAS - DÉBORA BÁLICO - JUUH XAVIER - POLLY SANTOS - BRUNA MODESTO - GIOVANA LIMA - VICTÓRIA RONCHI - THANYA SILVEIRA - ALÉKSIA LAUREN - DHENISY BARBOSA - POLIANA SENSON - LAURA TRIZZ - FRANCIELLY CORDEIRO - LUANA NAVARRO - RHAYRA RODRIGUES - LARISSA PASCHOALLETO - ALLANA BEATRIZ - WANDERLÉIA TEIXEIRA CAMPOS - BRUNA DONATO - VERÔNICA FREITAS - SIBELY MARTELLO - MARCELA PIMENTEL - SILVIA COSTA - JHENIFER TRIZE - LETÍCIA CARLA -FERNANDA MORETTI - DANIELA SILVA - NATY MARTINS - NAYARA RODRIGUES - STEPHANY CALDEIRA - VITÓRIA CEZERINO - TAMIRES FONTES - ARIANE ROSSIN - ARIANNY PATRICIA - SIMONE RAIANE - ALÉXIA ALENCAR - VANESSA SOUZA - DAYANI CRISTINA - TAYNARA VIANNA - PRISCILA GEIZA - PATRÍCIA BUENO - ISABELA ROMAN - RARYSSA EVARISTO - MILEIDE MARTINS - RENATHA SOLOVIOFF - BEATRIZ DOURADO - NATALIA LISBOA - ADRIANA DIAS - SOLANGE FREITAS - LUANA RIBEIRO - YARA ROCHA - IDAMARA IASKIO - CAMILA XAVIER - BIA VIEIRA - JESSICA RODRIGUES - AMANDA GABRIELLI - BARBARA OLIVEIRA - VITORIA NERES - JAQUE SANTOS - KATIA LIMA - ARIELA LIMA - MARIA FERNANDA FRANCISQUETI - LARA E LARISSA RAVÃ MATARUCO - THATY ALVES - RAFAELA VICENTIN - ESTELLA CHIAMULERA - KATHY LOPES - LETICIA CAVALCANTE PISCITELI - VANUSA SANTOS - ROSIANE BARILLE - NATHÁLIA SORRILHA - LILA LOPES - PRISCILA LUKA - SAMARA ALVES - JANIELLY BOTA - ELAINE LEITE CAVALCANTE - INGRID ZAMPOLLO - DEBORA MANGANELLI - MARYHANNE MAZZOTTI - ROSANI GUEDES - JOICE RUMACHELLA - DAIANA DELVECHIO - KAREN GONGORA - FERNANDA HENRIQUE - KAROLAYNE NEVES TOMAS - KAHENA CHIAMULERA - MACLAINE SILVÉRIO BRANDÃO - IRENE MARY - GABRIELLA AZEVEDO - LUANA TALARICO - LARISSA TALARICO - ISA MARIANO - LEIDIANE CARDOSO - TAMIRES MONÇÃO - ALANA ISABEL - THALIA COSTA - ISABELLA PATRICIO - VICTHORIA AMARAL - BRUNA LIMA - ROSIANE SANTOS - LUANA STEINER - SIMONE OLIVEIRA CUSTÓDIO - MARIELLE DE SÁ - GISLAINE REGINA - DÉBORA ALMEIDA - KIMBERLY SANTOS - ISADORA BORGHI - JULIANA GESLIN - BRUNA SOARES - POLIANA PAZ BALIEIRO - GABRIELA ALVES - MAYME SLAVIERO - GABRIELA GEHRING - LUANA ANTUNES - KETELEN DAIANA - PAOLLA NOGUEIRA - POLIANY FERREIRA DOS ANOS - LUANA DE MORAES - EDILAINE TORRES - DANIELI SCOTTA - JORDANA HADDAD - WINY GONSALVES - THAÍSLA NEVES - ÉRICA LIMA CABRAL - ALEXIA BECKER - RAFAELA MANGANELLI - CAROL LUCENA - KLAU PALAGANO - ELISANDRA TORRES - WALLINA MAIA - JOYCE SAMARA - BIANCA GARCIA - SUELEN CAROLINE - DANIELLE MANGANELLI - FERNANDA HARUE - YARA ALMEIDA - MAYARA FREITAS - PRISCILLA PALMA - LAHOANA MOARAES - FHYAMA REIS - KAMILA PASQUINI - SANDY RIBEIRO - MAPHOLE MENENGOLO - TAYNARA GABELINI - DEBORA MARRETA - JESSICA LAIANE - BEATRIS LOUREIRO - RAFA GEHRING - JOCASTA THAIS - AMANDA BIA - VIVIAN BUBLITZ - THAIS BOITO - SAMIA LOPES - BRUNA PALMA - ALINE MILLER - CLEMER COSTA - LUIZA DANIARA – ANA CLAUDIA PICHITELLI – CAMILA BISSONI – ERICA SANTANA - KAROL SOARES - NATALIA CECOTE - MAYARA DOURADO - LUANA COSTA - ANA LUIZA VEIT - CRIS LAZARINI - LARISSA SORRILHA - ROBERTA CARMO - IULY MOTA - KAMILA ALVES - LOISLENE CRISTINA - THAIS THAINÁ - PAMELA LOPES - ISABELI ROSINSKI - GABRIELA SLAVIERO - LIARA CAIRES - FLÁVIA OLIVEIRA - GRAZI MOREIRA - JESSICA SABRINNI - RENATA SILVA -SABRINA SCHERER - AMANDA NATALIÊ - JESSICA LAVRATE - ANA PAULA WESTERKAMP- RENATA DANIELI - GISELLY RUIZ - ENDIARA RIZZO - *DAIANY E DHENISY BARBOSA - KETLY MILLENA - MICHELLE ENUMO - ISADORA GIMENES - GABRIELA DARIENSO - MILENA PILEGI - TAMIRES ONISHI - EVELIN FEROLDI - ELISANGELA SILVA - PAULA FONTANA CAVAZIM - ANNE DAL PRÁ - POLLIANA OGIBOWISKI - CAMILA MELLO - PATRICIA LAURENTINO - FLOR CAPELOSSI - TAMIRES PICCOLI - KATIELLY DA MATTA - BIANCA DONATO - CATIELE XAVIER - JACKELINE MARQUES - CAROL MAZZOTTI - DANDHARA JORDANA - BRENDA GREGÓRIO - DUDA LOPES - MILENA GUILHEN - MAYARA GREGÓRIO - BRUNA BOITO - BETHÂNIA PEREIRA - ARIELLI SCARPINI - CAROL VAZ - GISELY TIEMY -THAIS BISSONI - MARIANA OLIVEIRA - GABRIELA BOITO - LEYLLA NASCIMENTO - JULIANA LUCENA- KRISTAL ZILIO - RAFAELA HERRERA - THAYANA CRISTINA VAZ - TATIANE MONGELESKI - NAYARA KIMURA - HEGILLY CORREIA MIILLER - FRANCIELI DE SANTI - PAULA MARUCHI FÁVERO - THAÍS CAROLINY - IASMIM PAIVA - ALYNE SLAVIERO - ISABELLA MELQUÍADES - ISABELA PICOLLI - AMANDA MENDES - LARISSA RAYRA - FERNANDA BOITO - EMILLY IZA - BIA MAZZOTTI - LETICIA PAIVA - PAOLA SLAVIERO - DAIANA PISCITELLE - ANGELINA BOITO - TALITA SANTOS Estamos ha 07 anos no ar - Mais de 700 acessos por dia, mais de um milhão de visualizações - http://mateusbrandodesouza.blogspot.com.br/- Obrigado por estar aqui, continue com a gente

quinta-feira, 12 de maio de 2016

E aí, Teori amigo? Quem vai fazer a bala parar?

O mundo civilizado sabe que existe um golpe em andamento. O mundo está perplexo que um “juiz ladrão” tenha aliciado jurados de sua laia para condenar uma pessoa que, ao contrário de muitos de seus julgadores, não pôs um centavo alheio em seu bolso.


Por Armando Rodrigues Coelho Neto
 Vejo nisso um jogo de cartas marcadas capaz de deixar o Primeiro Comando da Capital (PCC) perplexo, cujos “julgamentos” são mais “honestos”!

O impeachment tem previsão constitucional, mas como já disse nesse mesmo espaço, tem ares de processo de “maconha intrujada”, que viciado na origem segue os trâmites legais. Sobre as ilegalidades e as farsas tudo já se disse e está em curso um golpe. Os presidentes anteriores usaram e abusaram do mesmo suposto crime e o candidato a usurpador da faixa também.

Também aqui lembrei que a Operação Farsa a Jato é uma derivação de crimes que remontam à era FHC, com passagens pela CPI dos Precatórios, Operação Macuco e Banestado, quando, mais à frente, o doleiro e o juiz eram os mesmos (Yousseff e Sérgio Moro); os veículos de maior penetração social (baixa e alta renda desinformada) eram as mesmas: TV Globo e Veja, que aqui representando demais latrinas desinformativas da República de Bananas S/A.

Depois de ser herói por cinco minutos, o deputado Maranhão desanulou o seu ato de anulação, dando sua contribuição à fruta símbolo de nossa cleptocracia. No contexto, deixando de lado tudo que já se disse sobre o tal Maranhão, fiquei chocado ao ver que grandes emissoras, com pompas e circunstâncias deu voz ao banido Eduardo Cunha, para que ele dissesse que o tal recurso não apreciado, que fundamentou o ato de Maranhão, tinha sido sim examinado. Só não foi assinado.

Coisas do bananal! Pela terceira vez, um documento sem assinatura vale alguma coisa. O primeiro foi contrato do sítio de Atibaia; o segundo a Portaria de Dilma Rousseff nomeando Lula ministro e agora o “recurso apreciado” pelo impoluto Cunha. Aliás, sempre li que administração pública pode anular seus atos a qualquer tempo, quando eivados de vícios. É súmula do STF.

E aí fiquei sem saber se a Câmara Federal pratica ato administrativo, ainda que em sentido lato. Fiquei pensando se Michel Temer ao assumir tem os mesmos poderes de Dilma Roussfff, por que razão o tal Maranhão não teria o mesmo poder de seu antecessor e anular o novo “Pacote de Abril”.

Depois de retomar tantas notas nesse GGN, elogiei a coragem do Teori Zavasck pela ousadia e envergadura de seu voto no afastamento de Eduardo Cunha, mas depois vi que não demonstrou a mesma lucidez diante do recurso apresentado pela Advocacia Geral da União.

E aí lembrei que parece não ser mais tradição do Supremo Tribunal Federal considerar vícios de vontade. Lembro, por exemplo, que na farsa do Mensalão falou-se muito de votos comprados, o que viciaria as vontades. Como pela teoria do domínio do fato, sequer o fato ficou provado, o brasileiro ficou sem saber que votos foram vendidos e para quê. E assim, consolidou-se o vício de vontade.

Nesse momento tenso, de inquietação espiritual e cidadã, permita-me o leitor divagar sobre a “Canção do Novo Mundo”, de Beto Guedes e Ronaldo Bastos. Teria sido uma homenagem ao cantor John Lennon e nela, dizem: “Me diz como pode acontecer, um simples canalha mata um rei... Oh! Minha estrela amiga, porque você não fez a bala parar”.

Numa democracia com a aparente plena funcionalidade dos Três Poderes, restaria, sim, a esperança de que o horror canhestro da tragicomédia politico-midiática do golpe pudesse ser corrigido pelo Senado Federal. Por instantes pensei: não, não irão deixar que um simples canalha ou uma legião deles “matem um rei”, no caso o Estado de Direito.

Não. O processo viciado “ab ovo” (vingança do Cunha) foi aceito com um recurso não apreciado ou, segundo Cunha, “foi apreciado mas não foi assinado por ter sido afastado”. A TV Globo até mostrou o documento para avalizar a palavra de Cunha. Leia-se a TV Globo mostrou em cadeia nacional que o documento estava em branco e portanto, formalmente o ato inexiste. Alias, o direito faz distinção entre ato nulo, anulável e inexistente. Mas...

Agora, sobrou para o Poder Judiciário dizer se processo aberto por ato viciado de vingança, endossado por 318 ladrões ou suspeitos de, com vícios de forma e ato inexistente tem o condão de anular 54 milhões de voto.

E aí pergunto: Oh, minha estrela amiga, quantos e quais dos juízes, em número suficiente, ousarão fazer a bala parar?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...