APRESENTADO A COMARCA PARA O MUNDO E O MUNDO PARA A COMARCA

TEMOS O APOIO DE INFOMANIA SOLUÇÕES EM INFORMÁTICA Fones 9986 1218 - 3432 1208 - AUTO-MECÂNICA IDEAL FONE 3432-1791 - 9916-5789 - 9853-1862 - JOALHERIA OURO BRANCO 44 9839-3200 - NOVA ÓTICA Fone (44) 3432 -2305 Cel (44) 8817- 4769 Av. Londrina, 935 - Nova Londrina/PR - VOCÊ É BONITA? VENHA SER A PRÓXIMA BELA DA SEMANA - Já passaram por aqui: PAOLA ALVES - MORGANA VIOLIM - MAIQUELE VITALINO - BRENDA PIVA - ESTEFANNY CUSTÓDIO - ELENI FERREIRA - GIOVANA lIMA - GIOVANA NICOLINI - EVELLIN MARIA - LOHAINNE GONÇALVES - FRANCIELE ALMEIDA - LOANA XAVIER - GABRIELA CRUZ- KARINA SPOTTI - TÂNIA OLIVEIRA - RENATA LETÍCIA - TALITA FERNANDA - JADE CAROLINA - TAYNÁ MEDEIROS - BEATRIZ FONTES - LETYCIA MEDEIROS - MARYANA FREITAS - THAYLA BUGADÃO NAVARRO - LETÍCIA MENEGUETTI - STEFANI ALVES - CINDEL LIBERATO - RAFA-REIS - BEATRYZ PECINI - IZABELLY PECINI - THAIS BARBOSA - MICHELE CECCATTO - JOICE MARIANO - LOREN ZAGATI - GISELE BERNUSSO - RAFAELA RAYSSA - LUUH XAVIER - SARAH CRISTINA - YANNA LEAL - LAURA ARAÚJO TROIAN - GIOVANNA MONTEIRO DA SILVA - PRISCILLA MARTINS RIL - GABRIELLA MENEGUETTI JASPER - MARIA HELLOISA VIDAL SAMPAIO - HELOÍSA MONTE - DAYARA GEOVANA - ADRIANA SANTOS - EDILAINE VAZ - THAYS FERNANDA - CAMILA COSTA - JULIANA BONFIM - MILENA LIMA - DYOVANA PEREZ - JULIANA SOUZA - JESSICA BORÉGIO - JHENIFER GARBELINI - DAYARA CALHEIROS - ALINE PEREIRA - ISABELA AGUIRRE - ANDRÉIA PEREIRA - MILLA RUAS - MARIA FERNANDA COCULO - FRANCIELLE OLIVEIRA - DEBORA RIBAS - CIRLENE BARBERO - BIA SLAVIERO - SYNTHIA GEHRING - JULIANE VIEIRA - DUDA MARTINS - GISELI RUAS - DÉBORA BÁLICO - JUUH XAVIER - POLLY SANTOS - BRUNA MODESTO - GIOVANA LIMA - VICTÓRIA RONCHI - THANYA SILVEIRA - ALÉKSIA LAUREN - DHENISY BARBOSA - POLIANA SENSON - LAURA TRIZZ - FRANCIELLY CORDEIRO - LUANA NAVARRO - RHAYRA RODRIGUES - LARISSA PASCHOALLETO - ALLANA BEATRIZ - WANDERLÉIA TEIXEIRA CAMPOS - BRUNA DONATO - VERÔNICA FREITAS - SIBELY MARTELLO - MARCELA PIMENTEL - SILVIA COSTA - JHENIFER TRIZE - LETÍCIA CARLA -FERNANDA MORETTI - DANIELA SILVA - NATY MARTINS - NAYARA RODRIGUES - STEPHANY CALDEIRA - VITÓRIA CEZERINO - TAMIRES FONTES - ARIANE ROSSIN - ARIANNY PATRICIA - SIMONE RAIANE - ALÉXIA ALENCAR - VANESSA SOUZA - DAYANI CRISTINA - TAYNARA VIANNA - PRISCILA GEIZA - PATRÍCIA BUENO - ISABELA ROMAN - RARYSSA EVARISTO - MILEIDE MARTINS - RENATHA SOLOVIOFF - BEATRIZ DOURADO - NATALIA LISBOA - ADRIANA DIAS - SOLANGE FREITAS - LUANA RIBEIRO - YARA ROCHA - IDAMARA IASKIO - CAMILA XAVIER - BIA VIEIRA - JESSICA RODRIGUES - AMANDA GABRIELLI - BARBARA OLIVEIRA - VITORIA NERES - JAQUE SANTOS - KATIA LIMA - ARIELA LIMA - MARIA FERNANDA FRANCISQUETI - LARA E LARISSA RAVÃ MATARUCO - THATY ALVES - RAFAELA VICENTIN - ESTELLA CHIAMULERA - KATHY LOPES - LETICIA CAVALCANTE PISCITELI - VANUSA SANTOS - ROSIANE BARILLE - NATHÁLIA SORRILHA - LILA LOPES - PRISCILA LUKA - SAMARA ALVES - JANIELLY BOTA - ELAINE LEITE CAVALCANTE - INGRID ZAMPOLLO - DEBORA MANGANELLI - MARYHANNE MAZZOTTI - ROSANI GUEDES - JOICE RUMACHELLA - DAIANA DELVECHIO - KAREN GONGORA - FERNANDA HENRIQUE - KAROLAYNE NEVES TOMAS - KAHENA CHIAMULERA - MACLAINE SILVÉRIO BRANDÃO - IRENE MARY - GABRIELLA AZEVEDO - LUANA TALARICO - LARISSA TALARICO - ISA MARIANO - LEIDIANE CARDOSO - TAMIRES MONÇÃO - ALANA ISABEL - THALIA COSTA - ISABELLA PATRICIO - VICTHORIA AMARAL - BRUNA LIMA - ROSIANE SANTOS - LUANA STEINER - SIMONE OLIVEIRA CUSTÓDIO - MARIELLE DE SÁ - GISLAINE REGINA - DÉBORA ALMEIDA - KIMBERLY SANTOS - ISADORA BORGHI - JULIANA GESLIN - BRUNA SOARES - POLIANA PAZ BALIEIRO - GABRIELA ALVES - MAYME SLAVIERO - GABRIELA GEHRING - LUANA ANTUNES - KETELEN DAIANA - PAOLLA NOGUEIRA - POLIANY FERREIRA DOS ANOS - LUANA DE MORAES - EDILAINE TORRES - DANIELI SCOTTA - JORDANA HADDAD - WINY GONSALVES - THAÍSLA NEVES - ÉRICA LIMA CABRAL - ALEXIA BECKER - RAFAELA MANGANELLI - CAROL LUCENA - KLAU PALAGANO - ELISANDRA TORRES - WALLINA MAIA - JOYCE SAMARA - BIANCA GARCIA - SUELEN CAROLINE - DANIELLE MANGANELLI - FERNANDA HARUE - YARA ALMEIDA - MAYARA FREITAS - PRISCILLA PALMA - LAHOANA MOARAES - FHYAMA REIS - KAMILA PASQUINI - SANDY RIBEIRO - MAPHOLE MENENGOLO - TAYNARA GABELINI - DEBORA MARRETA - JESSICA LAIANE - BEATRIS LOUREIRO - RAFA GEHRING - JOCASTA THAIS - AMANDA BIA - VIVIAN BUBLITZ - THAIS BOITO - SAMIA LOPES - BRUNA PALMA - ALINE MILLER - CLEMER COSTA - LUIZA DANIARA – ANA CLAUDIA PICHITELLI – CAMILA BISSONI – ERICA SANTANA - KAROL SOARES - NATALIA CECOTE - MAYARA DOURADO - LUANA COSTA - ANA LUIZA VEIT - CRIS LAZARINI - LARISSA SORRILHA - ROBERTA CARMO - IULY MOTA - KAMILA ALVES - LOISLENE CRISTINA - THAIS THAINÁ - PAMELA LOPES - ISABELI ROSINSKI - GABRIELA SLAVIERO - LIARA CAIRES - FLÁVIA OLIVEIRA - GRAZI MOREIRA - JESSICA SABRINNI - RENATA SILVA -SABRINA SCHERER - AMANDA NATALIÊ - JESSICA LAVRATE - ANA PAULA WESTERKAMP- RENATA DANIELI - GISELLY RUIZ - ENDIARA RIZZO - *DAIANY E DHENISY BARBOSA - KETLY MILLENA - MICHELLE ENUMO - ISADORA GIMENES - GABRIELA DARIENSO - MILENA PILEGI - TAMIRES ONISHI - EVELIN FEROLDI - ELISANGELA SILVA - PAULA FONTANA CAVAZIM - ANNE DAL PRÁ - POLLIANA OGIBOWISKI - CAMILA MELLO - PATRICIA LAURENTINO - FLOR CAPELOSSI - TAMIRES PICCOLI - KATIELLY DA MATTA - BIANCA DONATO - CATIELE XAVIER - JACKELINE MARQUES - CAROL MAZZOTTI - DANDHARA JORDANA - BRENDA GREGÓRIO - DUDA LOPES - MILENA GUILHEN - MAYARA GREGÓRIO - BRUNA BOITO - BETHÂNIA PEREIRA - ARIELLI SCARPINI - CAROL VAZ - GISELY TIEMY -THAIS BISSONI - MARIANA OLIVEIRA - GABRIELA BOITO - LEYLLA NASCIMENTO - JULIANA LUCENA- KRISTAL ZILIO - RAFAELA HERRERA - THAYANA CRISTINA VAZ - TATIANE MONGELESKI - NAYARA KIMURA - HEGILLY CORREIA MIILLER - FRANCIELI DE SANTI - PAULA MARUCHI FÁVERO - THAÍS CAROLINY - IASMIM PAIVA - ALYNE SLAVIERO - ISABELLA MELQUÍADE - ISABELA PICOLLI - AMANDA MENDES - LARISSA RAYRA - FERNANDA BOITO - EMILLY IZA - BIA MAZZOTTI - LETICIA PAIVA - PAOLA SLAVIERO - DAIANA PISCITELLE - ANGELINA BOITO - TALITA SANTOS Estamos ha 6 anos no ar - Mais de 700 acessos por dia, mais de um milhão de visualizações - http://mateusbrandodesouza.blogspot.com.br/- Obrigado por estar aqui, continue com a gente

sexta-feira, 25 de março de 2016

Argentina: De vento em popa rumo ao naufrágio

De longe se vê a Argentina como um grande veleiro, com todas as velas armadas que vai de vendo em popa. Claro, mas é necessário fazer algumas ressalvas, o leme está quebrado, seu pilogo é um marinheiro de quarta classe, e a nave avança velozmente em direção a um rochedo afiado como facas do Estado Islâmico.


Por Guadi Calvo*

Nos cem dias de governo do lobby financeiro, midiático e judicial que colocou como testa de ferro o mais inapto de seus filhos, Maurício Macri, a Argentina tem sido literalmente devastada pelo ódio neoliberal que tenta varrer da história qualquer coisa que remeta aos 12 anos de governo kirchnerista. Não lhes basta apagar os nomes das instituições, centros culturais ou hospitais, começaram uma caça contra todos os empregados públicos suspeitos de simpatizar com o “antigo regime”, demitindo-os massivamente; encararam dirigentes populares como Milagro Sala, e desta forma desativaram planos sociais como o “Conectar-igualdade” que entregou mais de 5 milhões de computadores a estudantes de todo o país; desmontaram o Polo Espacial Punta Indio, onde se desenvolviam investigações científicas entre outras muitas conquistas do kirchnerismo.

Como tributo às relações com os Estados Unidos, Macri pretende trair o Brasil que passa por este momento tão difícil, abandonando o Mercosul para cobiçar o Tratado do Pacífico, firmar tratados de livre comércio com o EUA e subordinar-se uma vez mais ao Fundo Monetário Internacional.

O incidente sucedido há pouco tempo atrás com um pesqueiro chinês que aparentemente foi surpreendido pescando em território marítimo argentino parece fazer parte do correlato macrismo em vias de aproximação a Washington.

A Argentina desembarcou em um território amplamente conhecido, mas não por isso menos angustiante: desocupações, inflação, endividamento, são as palavras em voga.

As empresas de pesquisa informam que em seus últimos registros a sociedade argentina trocou seu temor pela insegurança pelo da desocupação em sua lista de inquietações.

Se bem que, os índices de insegurança do país eram importantes, porém muito abaixo da média do continente, mas a construção midiática conseguiu estabelecer que durante o governo da presidenta Cristina Kirchner a criminalidade havia disparado. Eles repetiam o mesmo crime até mais de 20 vezes nos diferentes meios que possuem, multiplicando de maneira exacerbada a sensação de insegurança.

Hoje, por mais que se tente ocultar 150 mil demissões que já foram executadas tanto nas áreas governamentais, como nas empresas privadas, leva os trabalhadores à reflexão – como já é clássico no sindicalismo argentino – que voltam a ser traídos por seus dirigentes, falsos e corruptos “líderes” como o caminhoneiro Hugo Moyano ou o cheff Luis Barrionuevo, ambos também empresários em seus ramos, deixaram de visitar os estúdios de televisão para falar contra as políticas do Kirchnerismo e agora diante de seu decidido apoio a Macri se refugiaram em um ostracismo

A sensação de desconcerto nos setores populares continua se aprofundando, esperando algum sinal para marchar em alguma direção. Os setores burgueses, por sua vez, se prendem ao discurso oficialista que só se centra em culpar de todos os males a “pesada herança” deixada pelos 12 anos de “populismo”.

Para deixar bem claro, esta administração nada tem deste maldito populismo, se dedicam desde o dia 10 de dezembro a serem contra todas as políticas de inclusão, e beneficiar os especuladores financeiros e ao patronato, reduzindo ou exterminando em alguns casos todo tipo de impostos sobre os lucros. A transferência de capitais do setor mais pobre aos grandes grupos econômicos neste caso tem sido monumental.

Nestes momentos, tanto a Câmara de deputados como a de senadores começam a discutir a derrogação das leis que impediam as negociações com os fundos abutres, que bombardearam nos últimos anos o governo da presidenta Cristina Kirchner. Para os gerentes que hoje administram a Argentina isso permitirá o país voltar a endividar-se para gerar obra pública, é até um pouco curioso que ao tempo que estas políticas levaram o país a se endividar durante gerações, o mesmo governo que pretende realizar obras públicas deteve a construção das grandes represas que estavam em plena realização na Patagônia, na província de Santa Cruz, de onde casualmente vinha o presidente Néstor Kirchner e de Atucha 3, uma central nuclear de onde acabaram de despedir 1800 operários.

Revelar o retrato argentino é um longo lamento, entretanto os que se apegam como náufragos nos últimos restos do naufrágio macrista repetem como um mantra aquela história da “pesada herança” para não reconhecer o trágico erro cometido nas últimas eleições, que à Argentina custará novamente anos de atraso, porque isso seria admitir que foram manipulados por uma monumental e pobre campanha midiática que provocou um ódio irracional contra Cristina, em vez de uma adesão concreta a Macri, cuja única conquista importante havia sido alcançar a presidência do clube de futebol Boca Júniors, já que a cidade de Buenos Aires, depois de seus oito anos de prefeitura, ficou endividada, com altos índices de marginalidade, e onde o narcotráfico, o tráfico de pessoas e o trabalho escravo se fortaleceram como nunca.

Em nível nacional, Macri não faz coisas melhores do que as feitas na capital, as declarações de seu ministro da Fazenda, Alfonso Prat-Gay, antes de sua posse despertaram os fantasmas inflacionários que estiveram controlados durante os últimos doze anos e o dólar praticamente duplicou seu valor e por isso o Banco Central é submetido a uma sangria diária com o objetivo de contê-lo.
Prat Gay assegurou que esperava o ingresso de cerca de 25 bilhões de dólares nos primeiros meses de governo, mas até esta data foram recebidos créditos por uns 2 bilhões de dólares a curtíssimo prazo e altas taxas de juros. Todas as esperanças do governo estão depositadas nos benefícios que supostamente voltarão à Argentina depois que seja fechado o falso acordo com os abutres no dia 14 de abril. E como se sabe, estes acordos serão repudiados imediatamente depois que um governo popular volte a ocupar a Casa Rosada.

Para os setores populares estão preparando um plano de contingência extremamente duro com caminhões pipa, balas de borracha e cassetetes. A instabilidade social que se espera é tamanha que a atual governadora da província de Buenos Aires, María Eugênia Vidal – um dos emblemas da aliança governante Cambiemos – acaba de mudar sua residência familiar para o interior de uma base das forças aéreas.

A resposta de Macri a seus ministros só consistem na esperança de receber créditos do exterior, dia após dia, as possibilidades que isso aconteça são mais difíceis. Ninguém se aproxima de um barco que está prestes a colidir em um rochedo, a menos que se seja para vender coletes salva-vidas.

*Guadi Calvo é escritor e jornalista argentino. Analista Internacional especializado em África, Oriente Médio e Ásia. Mais em sua página no Facebook.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...